01/07/2015

19:04

Por: Alberto Silva

“Somos reféns de menores armados até os dentes que são funcionários de traficantes aliciadores de menores”

A discussão sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) começou por volta das 20h20. Doze parlamentares falam a favor e doze contra. Somente depois dos debates é que a votação de fato começa. Ao concluir seu discurso, artistas a favor foram alvos de manifestações de estudantes que acompanham a sessão nas galerias do plenário.

Outros deputados da "bancada da bala", todos vestindo camisetas pretas onde se lê "Redução da maioridade penal já", reagiram. O Capitão Augusto (PR-SP) olhou para os manifestantes e friccionou os dedos em gesto feito para insinuar dinheiro. O deputado Delegado Waldir (PSDB-GO) gritou contra os estudantes. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ameaçou retirar os manifestantes da galeria.

Contra

O deputado Ivan Valente (PSOL-SP) foi um dos parlamentares a falar contra a redução da maioridade penal. Segundo Valente, com a redução, o crime organizado passará a recrutar adolescentes ainda mais jovens, aumentando a criminalidade. "Reduzir a maioridade penal aumenta a violência na sociedade. Não diminui. É ineficaz", afirmou Valente.
"Não somos vingadores. Somos legisladores. Temos que garantir o futuro da nossa juventude. O mesmo Estado que não acolhe, que não dá educação, cultura, lazer, não pode ser o Estado da punição", disse Ivan Valente.

Não só Wagner Moura, mas dezenas de artistas usaram as redes sociais para manifestar a insatisfação da não aprovação PEC 171. “Uma vergonha para o Brasil”

Outros deputados da “bancada da bala”, todos vestindo camisetas pretas onde se lê “Redução da maioridade penal já”, reagiram. O Capitão Augusto (PR-SP) olhou para os manifestantes e friccionou os dedos em gesto feito para insinuar dinheiro. O deputado Delegado Waldir (PSDB-GO) gritou contra os estudantes. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ameaçou retirar os manifestantes da galeria.

Contra

O deputado Ivan Valente (PSOL-SP) foi um dos parlamentares a falar contra a redução da maioridade penal. Segundo Valente, com a redução, o crime organizado passará a recrutar adolescentes ainda mais jovens, aumentando a criminalidade. “Reduzir a maioridade penal aumenta a violência na sociedade. Não diminui. É ineficaz”, afirmou Valente.
“Não somos vingadores. Somos legisladores. Temos que garantir o futuro da nossa juventude. O mesmo Estado que não acolhe, que não dá educação, cultura, lazer, não pode ser o Estado da punição”, disse Ivan Valente.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

100

Clique aqui