Image default
Outros

Especialistas orientam sobre redução de riscos de acidentes domésticos com crianças

Com o início das férias escolares, chega também um período de grande diversão para as crianças. Contudo, é crucial estar atento aos perigos dos acidentes domésticos que aumentam durante esse tempo. Quedas, cortes, queimaduras, afogamentos, engasgos e intoxicações são situações que requerem vigilância constante, já que representam uma ameaça à vida dos pequenos. Segundo o Ministério da Saúde, acidentes constituem a principal causa de morte entre crianças e adolescentes de um a 14 anos. Mais de 3.300 vidas são perdidas anualmente devido a esses incidentes, com cerca de 110 mil internações graves.

Para evitar tais tragédias, é essencial que pais e responsáveis estejam atentos à rotina das crianças durante esse período. Segundo especialistas da Fiocruz, é comum que muitos acidentes ocorram quando não há um adulto por perto. Sintomas como dificuldade para se alimentar, engasgos e sinais respiratórios anormais devem ser observados de perto, especialmente em crianças pequenas.

A ingestão de objetos estranhos é um dos perigos mais comuns, principalmente em crianças de seis meses a seis anos, que têm o hábito de levar tudo à boca. Moedas, ímãs, baterias e objetos cortantes são alguns dos itens frequentemente engolidos. Além disso, produtos de limpeza representam outra fonte significativa de acidentes, com ingestão acidental sendo uma ocorrência comum, especialmente em crianças menores de seis anos.

Para prevenir tais incidentes, é fundamental manter substâncias perigosas fora do alcance das crianças, armazenando-as em recipientes seguros e de difícil acesso. Campanhas de conscientização e políticas públicas também desempenham um papel crucial na redução desses riscos.

O jogo online “Quem deixou isso aqui?!” é uma iniciativa voltada para crianças, adolescentes e responsáveis, desenvolvida para conscientizá-los sobre os perigos domésticos e prevenir acidentes por intoxicação.

Além disso, cuidados básicos podem ser tomados para reduzir o risco de acidentes domésticos, como evitar brincadeiras com objetos cortantes, manter facas e produtos de limpeza fora do alcance das crianças, e garantir a supervisão constante durante atividades aquáticas. Estar atento a sinais de sufocamento e remover possíveis objetos de perigo dos berços também são medidas importantes na prevenção de acidentes.

Related posts

Exército diz que ‘malucos’ apoiam intervenção “não vamos interferir em nada”

admin

O que esse gato faz com esse bebe doente VOCÊ NÃO VAI ACREDITAR, veja…

admin

Israel lança ataque aéreos a Gaza

admin

Leave a Comment