09/09/2015

13:06

Por: Alberto Silva

Sem espaço no Brasil, LULA vai a Argentina apoiar candidato de Cristina

O ex-presidente brasileiro vai ficar três dias no país vizinho para participar de atos eleitorais ao lado do candidato governista Daniel Scioli, favorito nas pesquisas de opinião. Como seria seu apoio? "Senhoras e senhores da Argentina, votem em Daniel Scioli, ele será igual a mim, vai acabar de afundar a Argentina, mas no fundo vai dizer que não sabe de nada"

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai testar se sua popularidade ainda funciona. Mas aqui no Brasil, com o PT atolado em escândalos, recorde de reprovação de sua pupila Dilma Rousseff e o governo cambaleando, Lula não se arrisca – ele preferiu interpretar seu papel de cabo eleitoral na Argentina. Nesta quarta-feira Lula inicia uma visita de três dias ao país vizinho para participar de vários atos públicos com o candidato governista à Presidência, Daniel Scioli, a menos de dois meses das eleições.

Às vésperas de sua viagem, Lula expressou em uma entrevista ao jornal argentino Página 12 seu desejo que “Scioli ganhe as eleições” de 25 de outubro e amanhã estará junto com ele na inauguração de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na cidade de José C. Paz, na província de Buenos Aires, em um ato do qual também deve participar a presidente argentina, Cristina Kirchner.

Estes pequenos consultórios médicos, que Scioli considera um dos sucessos de seus oito anos de gestão como governador da província de Buenos Aires, foram inspirados em um modelo de saúde implantado no Rio de Janeiro. Na quinta, Lula discursará na abertura do terceiro Congresso Internacional de Responsabilidade Social que será realizado em Buenos Aires.

LEIA AS NOTICIAS DE SÃO PAULO AQUI 

MATÉRIAS E ASSUNTOS PARA SUA FAMÍLIA 

Nesse mesmo dia, o ex-presidente receberá um título de doutor honoris causa pela Universidade Nacional de La Matanza, localizada no coração desta populosa cidade da região que cerca a capital argentina e que é considerada um dos grandes redutos do kirchnerismo. Scioli, candidato do partido governante Frente para a Vitória, assistirá à entrega da distinção a Lula em La Matanza e o acompanhará também em um encontro com empresários em um hotel de Buenos Aires na próxima sexta-feira, reporta o El País.

A visita de Lula, que deverá ser seguido pelo presidente boliviano, Evo Morales, na próxima semana, procura favorecer a imagem de Scioli após as críticas a sua gestão pelas inundações que castigaram no mês passado a província de Buenos Aires, que compreende mais de um terço do número de eleitores na Argentina. A menos de dois meses das eleições, a maioria das pesquisas apontam que Scioli vencerá o pleito de 25 de outubro, mas por uma margem insuficiente para ser eleito no primeiro turno. Seu adversário no segundo turno deve ser o atual prefeito de Buenos Aires, Mauricio Macri, da coalizão opositora Mudemos.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

63

Clique aqui