20/12/2016

11:20

Por: Alberto Silva

SEM AZAR NO ANO NOVO – Veja 6 coisas que não deverão ser feitas na virada

Simpatias, superstições, tudo acompanha as pessoas nessa época do ano, mas essas 6 coisas são garantia de azar; confira.

O dia do Réveillon é uma data muito supersticiosa, Com o passar dos anos, inúmeras pessoas desenvolveram vários rituais abrangendo a data. As pessoas fazem isso com a esperança de ter um pouco mais de sorte no ano que vai estar se iniciando. Mas, dentro desse clima de simpatias e superstições, existe uma lista de coisas que precisamos evitar no dia da virada, isso irá fazer com que você não leve o azar para o ano seguinte.

Para que você não erre nesse Réveillon, reunimos algumas coisas que você teve evitar na ceia das 0h do dia 1°, acompanhe:

Sem dinheiro
Para que você garanta um ano mais afortunado, tenha em seu bolso ou carteira algumas notas de dinheiro, de preferência carregue um valor alto, isso faz com que você não tenha azar nas finanças do próximo ano e garantirá um ano mais afortunado e sem a tão temida crise financeira. Colocar uma folhinha de louro em sua carteira também pode chamar dinheiro e garantir um ano sem apertos financeiros.

No Réveillon existe a crença de que não devemos comer aves. A justificativa envolve duas versões popularmente conhecidas: uma é que elas voam e com isso podem levar à felicidade de quem as come. A outra é que as aves ciscam para trás e por isso não oferecem prosperidade para o ano seguinte. A crença é que devemos comer carne de porco, pois o animal fuça para frente, o peixe também deve ser incluído no cardápio, já que eles não nadam para trás. As frutas que tão sementes, como a uva e romã, elas representam a multiplicação e, para alguns, a produtividade, e por isso devem ser consumidas na virada do ano.

Cores
As cores sempre são polêmicas, principalmente quando o assunto é a virada do ano. O branco é o mais usado, pois simboliza a tranquilidade e paz para o ano seguinte. Outras cores também são usadas frequentemente como o amarelo, que representa dinheiro e riqueza, o verde que é prosperidade, o azul, que é a bonança e saúde e por aí vai. O recomendado é que você nunca use roupas escuras, mesmo que não sejam totalmente pretas. De acordo com a superstição, os tons mais escuros representam o luto. Muitos também acreditam que se deve usar uma peça de roupa nova durante a virada, isso também irá lhe trazer muita sorte e prosperidade.

Casa bagunçada e cama sem trocar
A superstição também envolve os costumes que temos em nossa casa. Ela afirma que se a gente mantiver coisas acumuladas e não lavar os lençóis da cama, isso oferecerá ameaças do passado e as más vibrações que carregamos durante o ano, por isso, é necessário fazer uma boa faxina antes que o próximo ano se inicie.

Comerciantes
No comercio também existe uma superstição que aconselha a nunca fazer a primeira venda do ano fiado. Isso poderá tornar o próximo ano ruim e ainda trazer azar financeiro.

Alimentação
No Réveillon existe a crença de que não devemos comer aves. A justificativa envolve duas versões popularmente conhecidas: uma é que elas voam e com isso podem levar à felicidade de quem as come. A outra é que as aves ciscam para trás e por isso não oferecem prosperidade para o ano seguinte. A crença é que devemos comer carne de porco, pois o animal fuça para frente, o peixe também deve ser incluído no cardápio, já que eles não nadam para trás. As frutas que tão sementes, como a uva e romã, elas representam a multiplicação e, para alguns, a produtividade, e por isso devem ser consumidas na virada do ano.

Passar a virada sozinha
A crença afirma que a forma com que você passará a virada do ano é o que vai atrair para o próximo ano. Então, se você ficar sozinha, certamente terá um ano de isolamento. O correto é passar o Réveillon com seus amigos e familiares, para que isso se torne rotineiro no ano que vai se iniciar. #signos

(Via Redação)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

107