15/04/2015

08:40

Por: Alberto Silva

Polícia Federal anuncia prisão de João Vaccari Neto, tesoureiro do PT

A Polícia Federal confirmou nesta manhã a prisão do tesoureiro do PT, João Vaccari Neto. Vaccari é acusado de ser o operador do PT no escândalo de corrupção na Petrobras. Ele será levado para a prisão na sede da PF em Curitiba.

Vaccari é acusado de receber para o PT um porcentual da diretoria de Serviços da Petrobras na época em que era comandada por Renato Duque.

A detenção de Vaccari faz parte da 12a fase da operação Lava Jato, que apura irregularidades na gestão da Petrobras. Às 6 da manhã desta terça-feira, quatro mandados judiciais foram emitidos sendo que um deles foi o mandado de prisão preventiva do tesoureiro do PT. Ele foi preso na sua casa.

Ainda segundo  Globonews, uma outra pessoa ligada a João Vaccari Neto também tem mandado de condução coercitiva (aquela na qual o sujeito do mandao é forçado a prestar depoimento), também em relação com o caso.

O petista responde pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, sendo investigado em sete focos a Lava Jato. Na semana passada, ele prestou depoimento à CPI que investiga o caso e negou todas as acusações e desqualificou as delações de Alberto Youssef, Pedro Barusco e Paulo Roberto Costa, respectivamente o doleiro que gerenciava a operação, ex-gerente de Serviços da Petrobras e ex-diretor de abastecimento da estatal.

“As afirmações que são feitas nas delações premiadas, no que se refere à minha pessoa, não são verdadeiras”, repetiu à exaustão.

A prisão de Vaccari é um duro golpe no PT e terá fortes reverberações no mundo político. Ainda nesta manhã, uma entrevista coletiva será dada pela PF para dar mais detalhes sobre a operação.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

    Sorry. No data so far.

57

Clique aqui