09/07/2015

10:42

Por: Alberto Silva

PF quer investigar Governo Anastasia (MG) com possíveis repasses a empresas de Youssef

A Polícia Federal enviou ao STF (Supremo Tribunal Federal) um pedido para investigar ordens bancárias eventualmente emitidas pelo governo de Minas Gerais em 2010, em valores superiores a R$ 500 mil, que tenham tido como beneficiárias empresas controladas pelo doleiro Alberto Youssef.
A linha de investigação é utilizada pela PF como uma das justificativas para um novo pedido de prorrogação do inquérito que investiga o senador Antonio Anastasia (PSDB­ MG) por suposta ligação com o esquema de corrupção da Petrobras.

A PF, no entanto, não apresenta detalhes dessas supostas transações financeiras. Anastasia assumiu o governo de Minas em abril de 2010, quando o senador Aécio Neves (PSDB) deixou o cargo para disputar a vaga no Senado. O prazo para investigação de Anastasia terminou no dia 29 de junho.
A solicitação da PF é analisada pelo ministro Teori Zavascki, relator dos inquéritos que apuram o envolvimento de políticos no esquema de corrupção da Petrobras.
O delegado Milton Fornazari Junior argumentou que “ainda restam pendentes a completa análise de todo o material apreendido no âmbito da Operação Lava Jato”, como acordos de delação premiada, o que exige mais
prazo para a apuração.
A defesa do senador já ingressou no STF com pedido para que seja arquivado o inquérito sem que as investigações sejam aprofundadas.
Um entregador de dinheiro controlado pelo doleiro Alberto Youssef, o “Careca”, disse no ano passado à força tarefa da Operação Lava Jato, em Curitiba (PR), que no ano de 2010 entregou uma mala com dinheiro a mando
de Youssef em Belo Horizonte (MG). Ao ver uma fotografia do senador tucano, que lhe foi apresentada pela PF, o agente disse que a pessoa da foto era “muito parecida” com “a que recebeu a mala enviada por Youssef”.

As investigações devem ser aprofundadas a corrupção não deve ser tolerada em nenhum partido político.
Sabe como é né, descobrir santos, não é a igreja do Moro!
Lava jato neles…assaltantes dos cofres públicos tem que se reunir em torno da fogueira da PF em Curitiba..muita quaddrilha…pinhão cozido…pinhão crú…pinha no…enjoy.

Por outro lado, Youssef, em depoimento, afirmou que “nunca disse para
entregar valores para Anastasia especificamente”. Também negou conhecer o
senador.
Segundo pessoas que acompanham as investigações, Careca teria
permanecido em silêncio durante novo depoimento do caso

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

63

Clique aqui