03/02/2015

18:03

Por: Alberto Silva

Papa vai abrir barbearia para pobres moradores de rua.

Além de já ter recebido doações, local já seria disputado por barbeiros voluntários da região

 

CIDADE DO VATICANO, SANTA SÉ. O Vaticano abrirá, a partir do dia 16 de fevereiro, uma barbearia gratuita para atender moradores de rua. O equipamento recebeu todos os instrumentos necessários por meio de doações pelo serviço Esmolara Apostólica, o braço operacional da caridade do Pontífice.

Os serviços ocorrerão sempre às segundas-feiras, dia em que os salões italianos estão fechados para os clientes. Atualmente, os sem-teto podem utilizar as duchas construídas a mando do papa na Santa Sé.

De acordo com a agência italiana ANSA, o monsenhor Konrad Krajewski, responsável pela Esmolaria, disse que o objetivo do projeto é dar dignidade às pessoas. “Aqueles que não têm a possibilidade de tomar um banho são pessoas socialmente desprezadas, e todos nós sabemos que um mendigo não pode apresentar-se em um lugar público, como um bar ou um restaurante, para usufruir de seus serviços porque estes o negam”, reforça.

Krajewski falou ainda que, para a mesma data, está programado o lançamento de mais três duchas para os desabrigados. Além de ter recebido todos os equipamentos, muitos barbeiros da cidade e de outras regiões já se dispuseram a trabalhar voluntariamente na “barbearia do papa”.

Casos de pedofilia. O papa Francisco também se envolveu pessoalmente na denúncia de vários casos de pedofilia, depois de ter sido consultado por uma vítima. Um juiz espanhol indiciou dez religiosos pelo suposto crime. O escândalo explodiu em novembro, depois que a vítima, agora com 25 anos, falou sobre os abusos sexuais que sofreu quando era menor de idade em Granada, no sudeste da Espanha, em uma carta dirigida ao pontífice.

Segundo o auto judicial, há 12 acusados, dez padres e dois laicos.

 

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

61

Clique aqui