03/02/2015

18:56

Por: Alberto Silva

O tênis mais indicado para correr.

Maior problema foi a falta de informações adequadas cedidas pelos fabricantes

 

Roupas leves, música, boné e óculos escuros são apenas alguns dos componentes que podem tornar a corrida de rua mais confortável. O equipamento que realmente traz mais segurança durante a atividade é o tênis.

Pesquisa feita pela Associação Brasileira da Defesa do Consumidor (Proteste) avaliou 11 opções de calçados masculinos voltados para a prática do esporte e analisou o conforto, a qualidade e a durabilidade dos produto.

Todos os modelos passaram nos testes de avaliação do impacto e de pronação (rotação interna do calcanhar induzida pelo tênis), capacidade de amortecimento e sensação de bem-estar e de conforto ao usuário. O modelo que apresentou melhor desempenho em todos os testes foi o Nike Zoom Vomero.

O aspecto que ainda deixa a desejar é a falta de informação oferecida pelos fabricantes e de orientação para qual atividade o calçado se destina, além do tipo de pisada para o qual ele foi projetado.

“Cada tênis é desenvolvido para uma determinada atividade, por exemplo, um tênis de basquete não deve ser usado para correr, pois o movimento feito pelo atleta é diferente. Além disso, as lojas de calçados deixam os produtos expostos, e o cliente fica dependendo do conhecimento do vendedor, que muitas vezes o induz comprar um modelo caro, sendo que poderia comprara um mais barato para atividade física indicada”, explica o pesquisador na Proteste responsável pelo estudo, Leandro Salviano.

Piores. Entre os produtos que apresentaram o pior desempenho estão os modelos Adidas e New Balance. Eles foram reprovados nos testes de durabilidade e de resistência à flexão. De acordo com a Proteste, as empresas receberam os resultados do estudo.

“A Adidas nos pediu detalhes sobre a metodologia e as informações foram enviadas pela área técnica, mas, até agora, não tivemos nenhum retorno”, informou a instituição, que também sugeriu a regulação e padronização das informações para calçados.

Risco para a saúde
Correr com o tênis errado pode trazer várias consequências:

Bolhas, hematomas e unhas encravadas

Entorses no tornozelo

Lesões no tendão

Problemas nas costas, nos joelhos e no quadril

Fraturas por estresse nos ossos dos pés

Calçado deve ser escolhido de acordo com tipo de pisada, diz

A prática regular da corrida oferece inúmeros benefícios, tanto para a saúde e o bem-estar quanto para quem deseja entrar em forma.

De acordo com o treinador de corrida Marcelo Mayer, antes de comprar um tênis, a pessoa deve passar por uma avaliação com um professor de educação física ou fisioterapeuta para fazer a melhor escolha de acordo com o seu tipo de pisada (supinada, neutra ou pronada). “É muito comum o aluno já chegar para correr com um tênis errado”.

Mayer também alerta sobre a durabilidade do calçado. “Para uma pessoa que pratica corrida três vezes por semana, o tênis deve ser trocado após seis meses. Também é bom ter dois pares para que sejam alternados nos treinos”, diz.

 

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

66

Clique aqui