31/03/2015

18:29

Por: Alberto Silva

O FIM DE BABILÔNIA – Campanha de boicote cresce na internet

Repercussão na internet chega ao núcleo da Rede Globo dando ponto final a novela BABILONIA. A mesma terá seus capítulos resumidos e finalizados. Depois de exibir, em seu capítulo de estreia, um beijo entre as personagens Teresa (Fernanda Montenegro) e Estela (Nathalia Timberg), a novela “Babilônia” (Globo) vive uma fase delicada em que grupos evangélicos sugerem boicote à trama.

Depois de exibir, em seu capítulo de estreia, um beijo entre as personagens Teresa (Fernanda Montenegro) e Estela (Nathalia Timberg), a novela “Babilônia” (Globo) vive uma fase delicada em que grupos evangélicos sugerem boicote à trama.

Repercussão na internet chega ao núcleo da Rede Globo dando ponto final a novela BABILONIA. A mesma terá seus capítulos resumidos e finalizados.

 Entre os telespectadores que encabeçam a campanha contrária à novela está o estudante mineiro de educação física Rodrigo Baly Francisco, 34, evangélico que administra uma página no Facebook na qual incentiva o boicote. Segundo ele, a ideia surgiu após familiares considerarem que a trama vai contra os valores pregados pela religião. “Não é pelo beijo gay, apenas. Vi pessoas horrorizadas. Mas a minha reivindicação, como a de outras pessoas que integram a campanha, é alertar para que famílias não sejam incentivadas às práticas da violência, do tráfico e da prostituição”.

Só nesta página, mais de 300 pessoas pedem o fim da trama e incentivam os telespectadores a desligar a TV na hora da novela. Outra imagem que está correndo na internet pede que as pessoas não deem audiência “para mais essa novela que vem destruir os valores da família brasileira”. A campanha, assinada por um portal chamado Agente Gospel, já teve mais de 5.000 compartilhamentos.

Enquanto o boicote se disseminava na internet, a Frente Parlamentar Evangélica do Congresso também divulgou uma nota de repúdio. Assinada pelo deputado João Campos (PSDB-GO), dizia que a trama tem “intenção de afrontar os cristãos” e que “ataca a família natural”.

Para Carlos Magno Fonseca, presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais, a rejeição ao casal se deu de forma acentuada por se tratarem de duas atrizes do núcleo principal. “Vivemos em uma sociedade ainda cheia de preconceitos. Os gays são melhor aceitos em novelas quando em papéis secundários ou cômicos”.

Fernanda Montenegro considera “uma bobagem” a repercussão negativa do beijo. “Não posso acrescentar nada melhor à minha posição do que o trabalho que estou fazendo”.

F: o tempo

 

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

91

Clique aqui