06/05/2016

15:46

Por: Alberto Silva

Maranhão não engavetará pedido de impeachment de Temer, diz deputado

O autor da peça contestou a decisão de Cunha no Supremo e, no início do mês passado, o ministro Marco Aurélio Mello decidiu que a Câmara tinha obrigação de formar a comissão especial e dar seguimento à matéria.

Vice-líder do governo, deputado Silvio Costa (PTB-PE) afirmou na manhã desta sexta-feira (6) que o presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), se comprometeu a dar seguimento ao pedido de impeachment do vice-presidente Michel Temer.

Segundo Costa, Maranhão disse que, até segunda-feira, enviará um ofício aos líderes partidários para eles indicarem os representes da Comissão especial que vai analisar o eventual impedimento de Temer.

“Eduardo Cunha (presidente afastado) engavetou isso, obviamente. Mas, agora, Waldir me jurou de pé junto que vai cumprir a Constituição. Se os líderes não enviarem os nomes, cabe a nós recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal)”, afirmou Silvio Costa.

Eduardo Cunha (presidente afastado) engavetou isso, obviamente. Mas, agora, Waldir me jurou de pé junto que vai cumprir a Constituição. Se os líderes não enviarem os nomes, cabe a nós recorrer ao STF (Supremo Tribunal Federal)", afirmou Silvio Costa.

No primeiro momento, Cunha argumentou que não havia indícios de crimes de responsabilidade cometidos pelo vice-presidente e arquivou a solicitação feita pelo advogado Mariel Márley Marra.

O autor da peça contestou a decisão de Cunha no Supremo e, no início do mês passado, o ministro Marco Aurélio Mello decidiu que a Câmara tinha obrigação de formar a comissão especial e dar seguimento à matéria.
Até o momento, apenas 14 membros do colegiado foram indicados por seus partidos. São necessários 33 nomes para que a Comissão seja instalada.

Silvio Costa disse ainda que Waldir Maranhão prometeu também se debruçar sobre o pedido de nulidade da sessão em que a Câmara aprovou a admissibilidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, no dia 17 de abril.
“E eu disse a ele (Maranhão) que iria à imprensa contar a nossa conversa. Ele não vai afinar comigo”, acredita Silvio Costa.

Perguntado sobre a proximidade de Maranhão com Eduardo Cunha, Costa classificou o presidente interino como um homem “sério” e que há muitas ilações em torno da relação de Maranhão com seu antecessor.
A reportagem procurou a assessoria de imprensa do presidente interino para ouvi-lo a respeito das declarações de Silvio Costa, mas ainda não obteve resposta.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

100