16/08/2015

18:37

Por: Alberto Silva

Manifestações pelo Brasil na parte da tarde deste domingo, confira.

Os quatros cantos do Brasil em um só grito #ForaDilma
Elas exibem cartazes com mensagens com cobranças ao governo Dilma Rousseff (PT) e frases de apoio ao juiz federal Sérgio Moro em relação às investigações a respeito da operação Lava Jato. O início oficial da manifestação está marcado para as 14h.

Ato em Natal tem bonecos de Dilma e Lula vestidos de presidiários

Em Natal, manifestantes se reúnem nos arredores do Midway Shopping na tarde deste domingo (16). Uma caminhonete chama a atenção com bonecos da presidente Dilma Rousseff (PT) e do ex-presidente Lula com roupas de presidiários dentro de uma cela.

Cerca de 600 pessoas protestam em Santos (SP)

Em Santos, no litoral de São Paulo, cerca de 600 pessoas se concentram, na tarde deste domingo (16), na praça da Independência, no Gonzaga, para um ato contra a presidente Dilma Rousseff (PT) e contra a corrupção no Brasil. Policiais militares e guardas municipais acompanham a movimentação.

Grupo protesta contra governo federal em Paris

Cerca de 30 pessoas participam na tarde deste domingo (16) de um protesto contra o governo da presidente Dilma Rousseff (PT) em Paris, segundo informações da rádio BandNews FM. Os participantes vestem camisas da seleção brasileira de futebol e seguram bandeiras do Brasil.

Protesto em Campinas (SP) é transferido do Largo do Rosário para a Praça da Catedral Metropolitana

Por conta do grande número de manifestantes, os organizadores de Campinas (SP) transferiram o ato do Largo do Rosário para a Praça da Catedral Metropolitana, no centro da cidade. Os manifestantes devem seguir em passeata até o Centro de Convivência Cultural, onde a previsão é de que o ato seja encerrado com o Hino Nacional, por volta das 16h. A Polícia Militar ainda não divulgou o número de manifestantes.

Manifestação em Brasília tem boneco gigante de Lula

Sindicalistas entoam gritos de defesa do governo em frente ao Instituto Lula

Dezenas de pessoas ligadas à CUT e aos sindicatos dos metalúrgicos e dos bancários entoam gritos em defesa do governo em frente ao Instituto Lula, no bairro do Ipiranga –zona sul de São Paulo. Um palco foi montado e entrevistados ligados a estes movimentos fazem uma roda de debates.Sindicalistas seguem acampados em frente ao instituto. O acampamento foi montado pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC na última terça-feira (11). É a “Vigília em Defesa da Democracia”, que permanece no local até a próxima segunda-feira (17). Há duas semanas uma bomba foi atirada em frente à sede do Instituto Lula. Até agora não há novidades sobre a autoria do atentado.

Manifestantes protestam em ao menos 13 cidades em MG

Minas Gerais registrou manifestações em ao menos 13 cidades, na manhã deste domingo (16), contra a corrupção e contra o governo da presidente Dilma Rousseff (PT). O maior número de participantes foi registrado em Belo Horizonte, onde 10 mil pessoas estiveram na praça da Liberdade, na região centro-sul da cidade. O senador Aécio Neves (PSDB-MG), candidato derrotado nas últimas eleições para a Presidência da República, esteve no local e discursou para a multidão. Segundo a assessoria do político, ele permaneceu no local por cerca de 45 minutos.

Grupo de cem pessoas protesta em João Pessoa

Grupo de manifestantes, formado por cerca de cem pessoas, concentrado em frente ao Grupamento de Engenharia, na avenida Epitácio Pessoa, em João Pessoa, começa a se organizar para sair em caminhada em direção ao Busto de Tamandaré na tarde deste domingo (16), em protesto contra o governo federal. Eles vão percorrer cerca de 4 km.

Jair Bolsonaro participa de protesto em Fortaleza

O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) chegou na tarde deste domingo (16) ao local onde protesto é promovido em Fortaleza. Ele foi ovacionado pelo público presente com os gritos de “Bolsonaro, guerreiro do povo brasileiro.” O ato na capital cearense é realizado na praça Portugal e está marcado para as 15h.

‘Melô da mandioca’ embala protesto em Brasília

Do Hino Nacional à paródia “Melô da mandioca”; da clássica “Que país é esse”, da Legião Urbana, ao “Tema da vitória”, utilizado pela TV Globo para comemorar as conquistas dos pilotos brasileiros na Fórmula 1. Essas foram algumas das músicas usadas pelos manifestantes durante os protestos contra o governo Dilma e o PT em Brasília, neste domingo (16). Leia Mais

População vai às ruas para protestar em Santa Maria (RS)

Em Santa Maria (RS), manifestantes começam a chegar à praça Saldanha Marinho, local que ficou conhecido pelas homenagens às vitimas do incêndio da Boate Kiss.

Manifestantes dão início a protesto em Campinas (SP)

Dezenas de manifestantes começam a chegar ao centro de Campinas (SP) para protestar contra o governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Vestindo verde e amarelo e munidos de cartazes, os participantes pedem o impeachment da presidente, o fim da corrupção, além de reforma política.

Curitiba tem protesto com cerca de 20 mil pessoas

Cerca de 20 mil pessoas estão reunidas na tarde deste domingo (16) na praça Santos Andrade, em Curitiba, de acordo com a Polícia Militar. Eles devem caminhar até a praça Osório, em um percurso de aproximadamente um quilômetro pela Marechal Deodoro.

Manifestantes começam a chegar a concentração de protesto em Porto Alegre

Em Porto Alegre, manifestantes se concentram na tarde deste domingo (16) nas proximidades do parque Moinhos de Vento. Camisetas da seleção brasileira de futebol dividem espaço com cartazes contra o PT, pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e contra o comunismo. O grupo deve sair em caminhada pelas ruas da região central da capital gaúcha.

Protesto reúne 8.000 pessoas em Piracicaba (SP)

Em Piracicaba (SP), 8.000 manifestantes participaram de protesto contra o governo Dilma Rousseff (PT)  na manhã deste domingo (16). O protesto começou na praça José Bonifácio e percorreu as principais ruas do centro. Antes da saída, a população cantou o hino nacional duas vezes. O número de participantes foi confirmado pela Polícia Militar.

Manifestantes dispersam após ato em Copacabana

Três horas após o início do protesto em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, os carros de som continuam se deslocando em direção ao Leme, mas a maioria dos manifestantes que estavam no ato já dispersaram. Os restaurantes, bares e quiosques do bairro estão lotados de pessoas com camisas amarelas e com mensagens aos temas da mobilização. A Polícia Militar não informou a estimativa de público.

Cerca de 2.000 pessoas protestam em Foz de Iguaçu (PR)

Cerca de 2.000 pessoas pessoas foram às ruas de Foz do Iguaçu (PR) neste domingo (16) para protestar contra o governo federal, de acordo com estimativa da Polícia Militar. Os manifestantes pediram a saída da presidente Dilma Rousseff (PT) e, no fim do ato, cantaram o hino nacional na Praça da Paz. De acordo com a PM, não foram registradas ocorrências durante o ato.

Cem pessoas participam de ato em João Pessoa

Em João Pessoa, manifestantes que participam de ato contra o governo federal começam a se concentrar na avenida Epitácio Pessoa. A Semob (Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana) informou que agentes de trânsito estão no local para orientar os motoristas a trafegar por vias alternativas. O trânsito está parcialmente interditado no sentido bairro-praia. A PM informou que cerca de cem pessoas estão no local no momento.

Ato reúne mil pessoas em Indaiatuba (SP)

Em Indaiatuba (SP), cerca de mil pessoas participaram da manifestação contra o governo federal neste domingo (16). Eles se reuniram na praça José Bonifácio e percorreram as principais vias do centro da cidade. O ato começou por volta das 9h e foi encerrado duas horas depois.

Manifestação é encerrada no Recife; PM não divulga estimativa de público

A manifestação contra o governo federal, realizada neste domingo (16) no Recife, foi encerrada por volta das 13h na avenida Boa Viagem, na zona sul da capital. A Polícia Militar informou que não vai se pronunciar sobre a estimativa de participantes do ato. Leia Mais

Manifestação é encerrada no Recife; PM não divulga estimativa de público - Jefferson Ted/via WhatsApp

“Apoio de Renan a Dilma é mero fato político”, diz Aloysio Nunes

Único líder tucano presente no ato contra Dilma, em Brasília, o senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) criticou o apoio do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), a presidente. Segundo ele, os efeitos da chamada “Agenda Brasil” são efêmeros. “Esse apoio é um mero fato político e teve um efeito de curto prazo. O povo não aguenta mais essa roubalheira”, disse o tucano. Ao contrário do colega tucano Aécio Neves (PSDB-MG), que discursou em uma manifestação contra a presidente em Belo Horizonte, Nunes teve uma passagem discreta durante o protesto em Brasília e não discursou. Ele acompanhou, a pé, o trajeto feito por boa parte dos manifestantes que se reuniram em frente ao Museu da República e foram até a Alameda dos Estados, em frente ao Congresso Nacional. Sobre o apoio público dado pelo partido às manifestações e à mudança de comportamento de Aécio Neves (que participou dos protestos pela primeira vez), Aloysio disse que o PSDB “subiu o patamar” em relação às manifestações.  “O PSDB apoia essas manifestações. Nas anteriores, eu participei pessoalmente. E nas últimas inserções que tivemos na TV, o partido subiu de patamar, apoiou, manifestou apoio institucional à manifestação. Essas manifestações são sinal de saúde cívica do país”, afirmou.

Protesto tem 40 mil participantes em Ribeirão Preto (SP)

Em Ribeirão Preto (SP), 40 mil manifestantes saíram às ruas na manhã deste domingo (16) para protestar contra o governo federal, segundo estimativa da Polícia Militar. O grupo se reuniu por volta das 10h na praça 15, no centro, e seguiu até a avenida Presidente Vargas, na zona sul da cidade, onde o ato foi encerrado. Genival Silva, um dos organizadores do ato, considerou a manifestação um feito histórico, já que, a exemplo das duas manifestações anteriores, voltou a reunir uma multidão nas ruas. “Vivemos uma situação crítica e, pela multidão que foi às ruas, percebemos a grande insatisfação com o governo atual continua”, disse. O ato foi encerrado com o Hino Nacional, por volta das 13h15.

Manifestação em Salvador chega ao fim

A manifestação contra o governo federal realizada em Salvador foi encerrada no Farol da Barra por volta das 13h30 deste domingo (16). A PM (Polícia Militar) contabilizou 5.000 pessoas durante o ato e informou que o movimento foi pacífico. Cerca de 300 policiais atuaram no monitoramento do ato.

Protesto em Maceió reúne 5.000 pessoas, segundo a PM

A manifestação contra o governo federal chegou na tarde deste domingo (16) à avenida Silvio Carlos Vianna, na Ponta Verde, onde o ato deverá ser encerrado em Maceió. Por volta das 10h30, participantes saíram do Corredor Vera Arruda, na Jatiúca, pela avenida Álvaro Otacílio em direção ao antigo Alagoinhas Iate Clube. Segundo o CPC (Comando de Policiamento da Capital), 5.000 pessoas participaram do ato e não houve registro de tumultos ou brigas. Durante todo o trajeto, manifestantes cantaram o hino nacional e gritaram frases contra a corrupção.

Após protesto, manifestantes se dispersam em BH; ato reuniu 10 mil

Manifestantes deixam na tarde deste domingo (16) a praça da Liberdade, na região centro-sul de Belo Horizonte, segundo a Polícia Militar. No momento, parte dos participantes está na praça da Savassi, também na região centro-sul da capital mineira. A maioria, no entanto, já deixou a região. No auge da manifestação, a PM estimou em 10 mil o número de participantes no ato.

Manifestantes começam a chegar a local de protesto em Curitiba

Cerca de 500 pessoas estão reunidas na praça Santos Andrade, em frente à Universidade Federal do Paraná, na tarde deste domingo (16). Elas exibem cartazes com mensagens com cobranças ao governo Dilma Rousseff (PT) e frases de apoio ao juiz federal Sérgio Moro em relação às investigações a respeito da operação Lava Jato. O início oficial da manifestação está marcado para as 14h.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

69

Clique aqui