10/02/2016

15:55

Por: Alberto Silva

Governo Dilma – Rede Walmart está fechando mais sessenta lojas no Brasil, milhares de pessoas desempregadas

O Walmart Brasil, terceiro maior grupo supermercadista do país, anunciou nesta sexta-feira (15) o fechamento de 60 lojas no país e a troca de presidente.

O número de unidades encerradas é o dobro do divulgado no fim de dezembro. Na época, o Walmart Brasil havia informado que pretendia fechar 5% do total de 544 supermercados, ou cerca de 30 unidades.

A filial brasileira havia se comprometido em dezembro com a UGT (União Geral dos Trabalhadores) a não demitir os funcionários e a transferi-los para outras lojas. Só seriam desligados os funcionários que não quisessem ser transferidos.

Segundo Ricardo Patah, presidente da UGT, o acordo foi cumprido. “São 4 mil funcionários dessas lojas, sendo que 3 mil foram transferidos e outros 1 mil saíram por opção”, diz.

Patah disse ainda que foram fechadas 17 lojas no Paraná; 14 no Rio Grande do Sul; 6 em São Paulo; 5 em Santa Catarina; 4 no Maranhão; 3 no Mato Grosso do Sul; 3 na Bahia; 2 em Minas Gerais; 2 em Alagoas; 2 na Paraíba; 1 em Goiás e 1 no Ceará.

REESTRUTURAÇÃO GLOBAL

A filial brasileira confirmou hoje que o Walmart fechou “60 lojas com baixa performance no país, de acordo com o anúncio realizado hoje pela companhia nos Estados Unidos”.

A matriz norte-americana divulgou nesta sexta-feira que serão fechadas 269 lojas no mundo, de um total de 11.600, incluindo 154 nos Estados Unidos.

A estratégia, segundo o comunicado, faz parte da revisão de portfólio anunciada em outubro de 2015. Um dos critérios para definir as lojas a serem fechadas foi a performance financeira. “No total, as unidades atingidas representam menos de 1% das receitas globais”, diz a nota.

“Gerir ativamente nosso portfólio é essencial para manter um negócio saudável”, afirma, no comunicado, Doug McMillon, presidente mundial do Walmart. Das 154 unidades atingidas nos Estados Unidos, 102 são de formato menor, chamado Walmart Express.

No Brasil, as 60 unidades fechadas representam “somente 5% das vendas no país”, segundo o comunicado da matriz.

NOVO CEO

O Walmart Brasil anunciou também que Flávio Cotini, atual vice-presidente de Finanças, foi promovido a presidente e CEO da operação no país.

Segundo a nota, a mudança ocorre após a promoção do atual presidente, Guilherme Loureiro, que assume a presidência do Walmart no México e América Central.

As mudanças passam a valer a partir do dia 1º de fevereiro. Cotini e Loureiro vão se reportar a Enrique Ostalé, presidente do conselho de administração do Walmart México e presidente do Walmart América Latina.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

93