03/08/2017

17:01

Por: Alberto Silva

A foto nessa janela assusta muita gente, alguns juram ver um bebê nela!

A foto nessa janela assusta muita gente, alguns juram ver um bebê nela!

A foto dessa janela, ela tem algo que que intriga muita gente, pois existem relatos de pessoas que juram ver

uma criança nela, estudiosos da paranormalidade dizem que em cada 100 pessoas apenas 3 conseguem

ver a criança e todas relatam exatamente sem contradições. Se você não ver a criança não fique triste,

mas se você consegue ver, você faz parte de uma minoria que pode ver o mundo da dimensão paranormal. A

qui no trabalho ninguém viu, mas desconfiei da copeira porque riu e disse, “deixe de besteira”

Essa foto tem rodado o mundo, se você achar algo nela, comente e compartilhe!

A foto nessa janela assusta muita gente, alguns juram ver um bebê nela!

Paranormal é um termo empregado para descrever as proposições de uma grande variedade de fenômenos cujas

causas ou mecanismos não podem ser explicados pelo atual estágio do conhecimento científico e que são atribuídos

a forças desconhecidas, em especial, forças psíquicas.

São considerados paranormais os eventos sem evidências, ou baseados em evidências anedóticas e que,

portanto, são considerados pseudocientíficos.

A foto nessa janela assusta muita gente, alguns juram ver um bebê nela!

Há várias maneiras de interpretar esse caso. Uma delas é atribuir os fatos a uma incrível coincidência.

Mas há quem enxergue aí um episódio de premonição, como fez a pesquisadora americana Louisa Rhine.

O sonho da mulher de Nova York, na verdade, faz parte de uma compilação de casos de fenômenos

paranormais publicado por hine na década de 70. Ou seja, para ela, a mulher previu o futuro em seu sonho.

Em outras épocas, em outras culturas, essa explicação seria prontamente aceita. Afinal, durante muito tempo,

as pessoas interpretavam o mundo por meio das idéias de xamãs, bruxos e profetas. Na Grécia antiga, os pais do

pensamento clássico recorriam a oráculos que previam o futuro. Na França medieval, acreditava-se que alguns reis,

chamados de taumaturgos, eram capazes de curar com o toque. Em alguns lugares, isso acontece até hoje.

Em muitas comunidades indígenas, os xamãs são líderes tribais.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

107

Clique aqui