08/08/2017

15:00

Por: Alberto Silva

Filho cria robô virtual com a personalidade do seu pai

Conheça a história de James, um jornalista que preservou as memórias de seu pai através de um chatbot.

Filho cria robô virtual com a personalidade do seu pai

Uma história de amor entre o filho e seu pai mexeu com o mundo e deixou muita gente emocionada. Um jornalista americano perdeu seu pai vítima de um câncer. John faleceu no começo desse ano, deixando muita saudade aos familiares.

Devido à saudade, James Vlahos teve uma ideia inusitada, totalmente criativa e única. Ao saber que seu pai tinha pouco tempo de vida, ele decidiu usar a tecnologia a seu favor para preservar as memórias John. Foi assim, que usou a inteligência artificial para construir um cahtbot (um robô de conversa). Isso permitiu preservar lembranças e pensamentos do pai.

"ele era a alma das festas, cantava e sua voz fez parte da minha vida". 

“Quando recebi a notícias sobre o estado de saúde do meu pai, eu e minha família começamos a pensar em uma forma de preservar sua memória e sua essência”, contou James à BBC.

No começo, aproveitando os últimos dias que lhe restava com o pai, Vlahos passou a gravar conversas que tinha com John sobre sua vida. Começou com sua infância até os últimos dias que lhe restava. Pediu cada detalhe de sua história, registrando todos os momentos.

Filho cria robô virtual com a personalidade do seu pai

John era advogado e tinha grandes experiências no meio musical. Ele chegou a participar de um coral e trabalhar como ator. De acordo com o filho, “ele era a alma das festas, cantava e sua voz fez parte da minha vida”.

Após toda a gravação, as conversas se tornaram uma história de 200 páginas. Pensando nos recursos que seriam gastos, James Vlahos decidiu criar o chatbot, com uma interface que contaria todo o relato de maneira interativa. O projeto recebeu o nome de “dadbot”.

Foi assim, que toda a conversa passou a ser registrada. Através do celular, o jornalista utiliza um software com um robô respondendo frases com a voz e a personalidade do seu pai. É possível ouvir áudios com músicas cantadas por John.

“É bom tê-lo por perto e às vezes isso me faz chorar, mas também me faz sorrir porque parece que meu pai está por perto”, completou James.

 

 

 

 

Galeria
Mundo |
1 de 5
Filho cria robô virtual com a personalidade do seu pai

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

118

Clique aqui