28/12/2016

15:46

Por: Dias Zatti e Manuel Freitas Dias Zatti e Manuel Freitas

Ex-presidente da Argentina é acusada de corrupção, entenda…

Cristina Kirchner está sendo acusada de de associação ilícita e fraude ao outorgar obras de infraestrutura por 2,20 bilhões de dólares a um empresário.

Ajude e levar essa informação mais longe, compartilhe ...

Segundo o site Isto É, a ex-presidente Cristina Kirchner está sendo acusada de associação ilícita e fraude ao outorgar obras de infraestrutura por 2,20 bilhões de dólares a um empresário, em seu segundo processo neste ano. aqui

“O juiz Julián Ercolini processou a ex-presidente por associação ilícita e administração fraudulenta. Ordenou um congelamento de bens de 10 bilhões de pesos (o equivalente a US$ 630 milhões). Investiga-se o direcionamento de obras públicas viárias ao grupo Austral”, noticiou o site CIJ, do poder judiciário.

Em sua última declaração, em maio, a ex-chefe de Estado figura com um patrimônio de quase $ 5 milhões  em espécia e imóveis, que incluem uma empresa de hotéis da família.

“Associação ilícita foi a figura penal criada por governos de fato utilizada por todas as ditaduras para perseguir dirigentes opositores”, Kirchner afirmou em seu Twitter.

O caso de Cristina Kirchner se parece com o de outros políticos que se dizem de centro-esquerda, como Lula e Dilma, que foram denunciados por supostos casos de corrupção ou administração irregular.

Kirchner tweetou: “Associação ilícita foi a figura penal criada por governos de fato utilizada por todas as ditaduras para perseguir dirigentes opositores”.

A ex-presidente havia apresentado um documento a Ercolini para pedir a anulação do processo e destacar que trata-se de “uma manobra formidável de perseguição política” e “um enorme disparate”.

Ainda de acordo com o Isto É, no dia 11 de novembro, uma corte de apelações havia confirmado a acusação em outro caso pelo suposto prejuízo ao Estado com operações cambiais do Banco Central. O tribunal convalidou nesta causa um embargo no valor de 1 milhão de dólares.

Ela é acusada de ter outorgado obras de infraestrutura em favor do empjresário Lázaro Báez na província de Santa Cruz. Báez está detido desde abril.

“Não sou amiga, nem sócia comercial de Báez”, declarou Cristina Kirchner no dia 31 de outubro em sua saída do tribunal.

O processo seguirá até a definição de uma data para o julgamento.

(Via Agência de Notícias e Isto É)

 

Ajude e levar essa informação mais longe, compartilhe ...

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

31
PENSA BRASIL NOTÍCIAS