23/08/2018

10:59

Por: Redação

Casal suspeito de matar grávida em ritual tem passado assustador

Casal suspeito de matar grávida em ritual tem passado assustador

  aqui

Casal suspeito de matar grávida em ritual tem passado assustador

Casal suspeito de matar grávida

Nessa quarta-feira, 22 de agosto, novidades sobre a morte de Atyla Arruda Barbosa, de apenas 20 anos, ganhou

Casal suspeito de matar grávida em ritual tem passado assustador

novos contornos. A Polícia civil acredita que um casal tenha assassinado a grávida. Simone Melo Koszegi, de 41 anos,

e Sergio Ricardo Re da Mota, de 47 anos, são acusados de matar a grávida. A principal suspeita é que o assassinato

tenha sido efetuado para que a dupla recebesse o seguro em nome de Atyla Arruda. O valor é de cerca de R$ 263 mil.

Polícia acredita que grávida tenha sido morta por casal

Os investigadores revelaram ainda que o casal acusado de matar a grávida teria relações com a magia negra e o

satanismo. Sérgio e Simone, ainda segundo a investigação, teriam ensaiado um depoimento a respeito do assunto. O

objetivo, para quem apura o crime, é que eles não queriam levantar suspeitas sobre possíveis contradições.

O passado do casal também assusta. A relação com o satanismo e até ossadas foram encontradas no local. Atyla teria

morrido após um afogamento acidental, em julho. O corpo da jovem foi achado em uma praia de Mongaguá.

Investigadores da Polícia Civil, porém, desconfiaram da versão quando representantes de uma seguradora foram à

delegacia se informar sobre a morte da jovem.

A polícia agora escava a região para ver se encontra novos ossos e para saber se existe a possibilidade de um humano

estar enterrado no local.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.


39
PENSA BRASIL NOTÍCIAS