25/08/2015

12:56

Por: Alberto Silva

Cartão corporativo de Dilma, 14,4 milhões saíram dos cofres públicos de maneira secreta

Vão cortar meia dúzia de cargos para apelidar de 'corte de gastos' enquanto alocam seus afilhados em outro local e seguem torrando o dinheiro do povo com o maldito cartão corporativo secreto sob sigilo total.

EM 2014:  Dilma gasta R$ 20,4 milhões com o tal Cartão Corporativo e o Congresso diz amém??? Os gastos do governo federal com cartão corporativo somam R$ 29,3 milhões em 2015. Os dados levantados pelo Contas Abertas contabilizam o montante pagos entre janeiro e julho deste ano. Quase metade do valor, R$ 14,4 milhões, saíram dos cofres públicos de maneira secreta, isto é, não é permitido ao cidadão comum conferir em que foram aplicados.

O Ministério da Justiça ocupa o primeiro lugar no ranking dos órgãos que mais gastam pelo cartão. Até julho, o desembolso da Pasta atingiu a marca de R$ 7,5 milhões. Vinculado ao ministério, a coordenação de administração do Departamento da Polícia Federal foi o que mais se beneficiou do cartão, com R$ 2,9 milhões creditados.

O cartão corporativo do Ministério da Justiça também é utilizados por superitendências regionais da Pasta. Os gastos das superintendências do Estado do Amazonas, da Bahia e de São Paulo, por exemplo, foram de R$ 517,9 mil, R$ 427,1 mil e R$ 351,2 mil, respectivamente. É praticamente impossível saber ao que foram destinados os gastos do Ministério da Justiça, já que quase a totalidade da verba foi declarada como secreta. Cerca de R$ 7,3 milhões, ou seja, 97% dos desembolsos foram protegidos por sigilo, nos termos da legislação, para garantia da segurança da sociedade e do Estado.

PRESIDENTE SAPIENS

A Presidência da República está logo atrás do Ministério da Justica no ranking dos que mais gastam com o cartão corporativo. O órgão, que possui internamente 15 unidades orçamentárias que efetuam compras por meio do cartão, executou, até agora, R$ 7,3 milhões.

As duas unidades orçamentárias que mais gastaram com o cartão corporativo foram a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) e a Secretaria de Administração da Presidência da República, responsáveis por 91,8% do total. Até agora, a Abin já utilizou R$ 3,5 milhões, sendo que absolutamente todo o valor foi aplicado de forma sigilosa. O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão é o terceiro maior usuário do cartão corporativo (R$ 3,4 milhões). E, em quarto lugar, está o Ministério da Defesa, com gastos que chegam a R$ 3 milhões, seguido pela Pasta da Educação, que já desembolsou R$ 2,5 milhões por meio do recurso. (Com informações de Contas Abertas)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

68

Clique aqui