"> ?> Bruna, a atriz brasileira que foi estuprada, dá detalhes do andamento do caso. LEIA! - Pensa Brasil - Em busca da notícia

06/06/2017

11:40

Por: Caio Nobre

Bruna, a atriz brasileira que foi estuprada, dá detalhes do andamento do caso. LEIA!

'Eles saberão que as mulheres não ficarão caladas': brasileira denuncia abuso sexual em hostel na Tailândia

Bruna, a atriz brasileira que foi estuprada, dá detalhes do andamento do caso.

A atriz brasileira Bruna Fornasier fazia sua viagem dos sonhos quando o pior momento de sua vida acontecer. Aos 25 anos, Bruna estava viajando sozinha pela Ásia já fazia 1 mês.

Ao chegar na Tailândia, um dos seus destinos, a atriz se hospedou em um hostel e foi abusada sexualmente no mesmo. Divulgou o caso na internet, e graças á muitos compartilhamentos nas redes sociais o estuprador foi encontrado.

Bruna

O andamento do processo

Bruna deu o seguinte depoimento sobre o andamento do caso:

Denunciar pode inibir a ação de estupradores", disse Bruna.

“O processo contra o meu agressor ainda está em andamento. Os oficiais me informaram que ele será levado à corte tailandesa e terá que ficar um mês preso. Se optar por pagar uma fiança de 200 mil baths, cerca de US$ 6 mil, poderá aguardar em liberdade o julgamento, mas não poderá sair da ilha de Krabi nem do país.

Depois de um mês ele será levado novamente à corte. Se assumir o que fez terá de cumprir uma pena. Não sabemos por quanto tempo. Se não assumir, terá de ficar em Krabi até que o caso seja resolvido.

Para mim é uma vitória. Algumas pessoas disseram que seria muito difícil levar isso adiante porque eu não tinha testemunhas ou provas. Mas eu tinha que fazer alguma coisa, encorajar a outras mulheres que já passaram por isso ou alertar as que ainda serão vítimas de abuso. “

O andamento do processo – Parte 2

“Não podemos ter vergonha de “o que as pessoas vão pensar de mim?”, não. Somos vítimas.

Eu poderia estar desmaiada de bêbada, pelada, não importa. Muita gente não conta ter sido vítima de abuso sexual e eu entendi o porquê. Foi muito sofrido. Porém, se nos mantivermos fortes, é possível.

Denunciar pode inibir a ação de estupradores. Eles saberão que as mulheres já não ficarão caladas e eles terão de pagar pelo o que fazem.

Acredito que denunciar ajuda, sim, a diminuir a cultura do estupro. Não podemos, além de ser vítimas, assumir um papel de terapeuta do agressor.

Quanto mais a palavra estupro sair, mais ajudamos a romper o tabu de falar sobre isso. Quanto mais exposto, mais fácil será combater e caminhar contra a cultura da violação sexual.”

Galeria
Mundo |
1 de 4
Bruna Fornasier

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

104