16/02/2017

14:25

Por: Madeira

BOMBA: Delcídio faz nova delação e entrega nome de “protegida” de Dilma. CONFIRA AQUI!

O ex-senador de Mato Grosso do Sul, Delcídio Amaral, resolveu delatar um novo nome importante á qual é protegido pela ex-presidente Dilma Rousseff. Delcídio afirmou que Erenice Guerra desviou R$ 45 milhões da Usina de Belo Monte para as campanhas do PT.

Segundo o site ‘G1’, as revelações estão na delação premiada do senador Delcídio do Amaral, ex-líder do governo no Senado, preso em uma das etapas da Operação Lava Jato e atualmente em recolhimento domiciliar. Devido à prisão, ele teve a filiação ao PT suspensa pelo partido. A delação premiada de Delcídio ainda está sob análise do Supremo Tribunal Federal (STF). A expectativa era que o ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF, homoloasse o acordo nos próximos dias. Depois disso, os depoimentos de Delcidio poderão servir de base para futuros inquéritos e investigações, inclusive no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). No acordo de colaboração assinado pelo senador, ele conta que os ex-ministros Erenice Guerra e Silas Rondeau, do governo Luiz Inácio Lula da Silva, e Antonio Palloci, dos governos Lula e Dilma Rousseff, movimentaram cerca de R$ 25 bilhões e desviaram pelo menos R$ 45 milhões dos cofres públicos diretamente para as campanhas eleitorais do PT e do PMDB em 2010 e 2014.”A propina de Belo Monte serviu como contribuição decisiva para as campanhas eleitorais de 2010 e 2014″, afirmou Delcídio aos procuradores da Lava Jato. A reportagem diz que os relatos feitos pelo senador mostram que a suposta operação montada para desviar dinheiro público de Belo Monte começou a ser arquitetada ainda no leilão para a escolha do consórcio que tocaria a obra, em 2010, e se desenrolou até pelo menos o início do ano passado, com a Lava Jato já em andamento.

Erenice Guerra é uma advogada especializada em Direito Sanitário que foi ministra-chefe da Casa Civil do Brasil, citam ela como a “protegida” de Dilma.

A propina de Belo Monte serviu como contribuição decisiva para as campanhas eleitorais de 2010 e 2014", afirmou Delcídio.

[Via Agência de Notícias, Folha Centro Sul e G1.]

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

104