03/09/2015

11:33

Por: Alberto Silva

Até na Guatemala funcionou, o povo tomou as ruas com protestos e o presidente renunciou

O que o povo fez? Ficou na frente da sede do governo por vários dias, com paralisações e protestos paralelos em várias cidades. A arrecadação desabou, a economia que já estava indo pro pau,começou a deteriorar, o presidente se viu encurralado e pressionado por todos e caiu fora. No início das manifestações, que tiveram momentos de pauleira e repressão, o corrupto também dizia que 'jamais sairia do poder'. Mas, como todos podem ver, saiu na marra.

O presidente da Guatemala, Otto Pérez, um General da Reserva, renunciou, disse seu porta-voz nesta quinta-feira, após envolvimento em um escândalo de corrupção que prejudicou seu governo e levou o país ao caos poucos dias antes de uma eleição nacional.

Milhares de manifestantes tomaram as ruas da capital, Cidade da Guatemala, e de outras cidades nas últimas semanas pedindo a saída de Pérez, um general aposentado de 64 anos, após acusações de seu envolvimento em extorsões.

Sua carta de renúncia foi assinada no final da quarta-feira e enviada ao Congresso, que deve realizar uma sessão emergencial nesta quinta-feira para entregar o poder ao vice-presidente Alejandro Maldonado, seguindo a Constituição, disse o porta-voz presidencial Jorge Ortega.

Pérez negou repetidamente quaisquer ações irregulares e disse que não iria renunciar. Ele não é constitucionalmente elegível para concorrer à reeleição nas eleições presidenciais de domingo. ***(As informações são de Reuters/Alexandra Alper)

DETALHE IMPORTANTE

Um detalhe importante, não dito na reportagem da Reuters, mas que aparece em outras agências de notícias é que o povo exige novas eleições sem a presença da cambada que também fazia parte das mutretas que levaram o país à quase falência.  (folhacentrosul)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

    Sorry. No data so far.

50

Clique aqui