11/09/2015

13:27

Por: Alberto Silva

A chegada do “Fim” Dilma já está morta politicamente, até no SPC/SERASA Brasil está !

Todas as leituras desta manhã, em especial uma postada por Cláudio Humberto que tem a política com seu oxigênio, dá conta da chegada do “fim” antecipado do governo petista de Dilma Rousseff. A “gota d’agua” desse processo de fragilização a que a Presidente vem sendo submetida, sem dúvida foi a inclusão do Brasil no SPC/SERASA dos países sem credibilidade no campo econômico/fiscal.

O movimento pró-impeachment  lançado na tarde de ontem, quinta, dia 10 de setembro, na Câmara dos Deputados ,  somado  ao anúncio da delação premiada de Fernando Baiano,  fez “explodir” a tampa da panela de pressão que cozinhava a Presidente em  “fogo brando”. Maus ventos sopram em direção do Palácio da Alvorada.  O início da temporada de chuvas no planalto central sempre é antecedido de grandes tempestades elétricas  e até minitornados.  Dilma está no meio disso tudo, sozinha, sem amigos para socorrê-la!

Uma leitura acurada se impõe ao texto de Cláudio Humberto no Diário do Poder desta sexta, 11.

Após o lançamento da campanha para destituir a presidente Dilma, nesta quinta-feira (10), a oposição articula obstrução e paralisação no exame de projetos de interesse do governo, até que o impeachment entre na pauta das discussões. Como o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, líderes de oposição consideram que o governo Dilma “acabou” e sua permanência no cargo é altamente prejudicial ao País.

O impasse pode abrir espaço para que o Congresso assuma o ônus de promover os cortes radicais de custos, no Executivo, que a crise exige.

Eduardo Cunha já avisou que a Câmara não aceitará projetos de aumento de impostos: “Sou radicalmente contrário”.

Dilma se recusa a acabar privilégios e até mordomias, como carro oficial, e a fazer cortes nas 100 mil boquinhas distribuídas a aliados.

“Existe a conversa, não há nada decidido”, diz Rubens Bueno (PPS-PR). Ele considera essencial a adesão de Cunha à ideia.

(CRISTAL VOX)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

55

Clique aqui