05/10/2016

08:43

Por: Alberto Silva

Youtuber mirim dá lição de moral e ajuda moradores de rua

Depois de um fã pedir para o pequeno Isaac Guedes maltratar as pessoas, ele decidiu mostrar como o melhor caminho é auxiliá-las

O youtuber baiano Isaac Guedes, de 7 anos, recebe muitos comentários dos quase 3 milhões de fãs inscritos no seu canal Isaac do VINE, o maior de uma criança na América Latina. Um deles, porém, surpreendeu o menino e a sua mãe, Iasmin Guedes – pelo ponto de vista negativo.

Por meio da hashtag #isaask (pela qual os fãs realizam perguntas e propõem desafios a Isaac), um usuário pediu ao youtuber para jogar água em um mendigo (!). O pedido foi respondido com um vídeo, no qual Isaac, ao invés de concretizar o ato, levou comida para moradores de rua em Salvador. Parabéns pela atitude, garoto.

Em entrevista ao #VirouViral, a mãe do garoto contou que o filho não sabia o que era um “mendigo” e, por isso, teve de explicar a ele: “Ele me perguntou e esclareci que são pessoas que vivem nas ruas. Ao que Isaac respondeu ‘Mas, mãe, a gente não vai jogar água neles, né?’ Respondi que era claro que não e, em vez disso, fomos ao centro de Salvador levar lanches para os mais necessitados”.

A gravação, que já tem mais de 3 milhões de visualizações no YouTube (e contando), viralizou e a internet ficou encantada com a lição de solidariedade do garotinho. Iasmin ainda afirmou que viu ali uma oportunidade de ensinar algo ao filho: “Foi a primeira vez que o Isaac teve um contato mais próximo com pessoas que passam por necessidades. Ele gostou muito de ajudá-los”.

A boa ação se espalhou e o também youtuber Danilo Vieira, que mantém um canal de comédia, repetiu o feito, após receber o mesmo pedido de outro usuário. Assim como Isaac, ele não cumpriu o desafio e, ainda, levou roupas e comidas para um morador de rua. O vídeo teve cerca de 1 milhão de visualizações.

Como disse Isaac no fim de seu vídeo, em resposta direta ao seguidor que fez o infeliz pedido: “Isso não é zoeira. É maldade.”

(Via Agencia)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

89