19/09/2016

16:24

Por: Alberto Silva

Veja aqui como será o ultimo capitulo da novela VELHO CHICO

Miguel substitui Santo e Afrânio, denuncia corrupção no fim de Velho Chico


O último capítulo de Velho Chico vai transformar Miguel (Gabriel Leone) em um empresário de sucesso no agronegócio. O agrônomo terminará dando uma entrevista a um jornalista, após duas passagens de tempo. Com a morte de Domingos Montagner, o personagem assumirá o protagonismo da história, no lugar de Santo, relatando tudo o que aconteceu e o público não viu nos cinco anos que se passaram desde o último salto temporal da novela. Antes, Afrânio (Antonio Fagundes) fará um acordo de delação premiada com o Ministério Público, denunciará todo o esquema de corrupção do qual participou e dará a fazenda para o neto assumir o comando.

Bruno Luperi e Benedito Ruy Barbosa correram com as alterações que precisavam ser feitas nos últimos capítulos da trama após a morte de Montagner por afogamento na última quinta-feira (15). No sábado (17), os autores enviaram dois novos capítulos ao elenco. Neles, Carlos Eduardo (Marcelo Serrado) terminará louco, com urubus sobrevoando seu corpo.

Dois crimes do vilão não serão lembrados: o assassinato de Martim (Lee Taylor) e o atentado contra Santo. O ex-deputado fugirá desesperado após Afrânio fazer um acordo de delação com o Ministério Público. Na trama, um promotor público já estará investigando o esquema de corrupção na região de Grotas de São Francisco. A operação da Polícia Federal receberá o nome de Gaiola Encantado _o barco fantasma da trama. Todos os crimes de corrupção, lavagem de dinheiro, caixa dois e enriquecimento ilícito de políticos de Grotas serão desvendados.

Miguel substitui Santo

Santo e Tereza (Camila Pitanga) vão se casar, mas as cenas são mínimas e todo o texto do casal será falado pela atriz Camila Pitanga. Por conta da morte de Montagner, Miguel receberá a missão de levar adiante os sonhos de Belmiro (Chico Diaz) e capitão Rosa (Rodrigo Lombardi). Ele vai liderar os cooperados, dividir as terras da sua família com os índios e fazer Grotas virar referência na produção de alimentos orgânicos.

Primeiro, uma passagem de tempo mostrará o dia do casamento de Santo e Tereza. Para tirar o foco da celebração, já que Montagner não gravou essas cenas, Olívia (Giullia Buscacio) entrará em trabalho de parto. Miguel se desesperará porque não dará tempo de levar a gestante ao hospital. Ceci (Luci Pereira) será a parteira e trará ao mundo um casal de gêmeos, que receberão os nomes de Belmiro e Rosa. Depois, essas crianças já aparecerão com cinco anos, escalando o colo do bisavô Afrânio.

Arrependido de todo o mal que fez aos filhos e por ter passado a novela inteira em sua “carcaça” de coronel, Afrânio se reconciliará com Iolanda (Christiane Torloni), já sem peruca e com roupas que lembrarão o Afrânio da primeira fase da novela, interpretado por Rodrigo Santoro. Depois, ele deixará a cantora para fazer o que Martim gostaria que ele fizesse.

Afrânio procurará o Ministério Público em Salvador, acompanhado de um advogado. Ele fará um acordo de delação e contará tudo o que sabe sobre o esquema de fraudes em licitações e desvios de recursos públicos. “Com essa delação que o senhor está disposto a conceder, podemos negociar o que quisermos”, dirá seu defensor.

Mas o pai de Tereza surpreenderá dizendo que não está ali para negociar nada. “Vim falar tudo que sei, que fiz e vi, e devolver tudo aquilo que não me pertence, inclusive essa maldita culpa! Vim movido por minha consciência, não por interesse nenhum. A única dívida que tenho não é com o Estado, é com minha família”, falará Afrânio.

Ele não será visto sendo preso. Irá para sua fazenda, entregará a agentes da Polícia Federal os documentos que Carlos Eduardo usou para chantageá-lo, com nomes de políticos, empreiteiros e partidos envolvidos no esquema. O coronel aparecerá também entregando a fazenda a Miguel. Depois, ele surgirá após a primeira passagem de tempo no casamento de Tereza, levando a filha ao altar. Na última cena, redimido, o coronel almoçará com sua família e a Dos Anjos, feliz ao lado de Iolanda como nunca se viu.

Carlos foge em lombo de jegue e morre na caatinga

Carlos Eduardo será avisado por Queiroz (Batoré) que Afrânio delatou todo esquema que eles participavam. Ele jogará malas de dinheiro e seu passaporte em seu carro. Fugirá enlouquecido, mas ficará sem gasolina em uma estrada de terra. O deputado dará um jeito de comprar o jegue de um sertanejo. Ele passará dias andando pela caatinga, perdido. No final, terá alucinações e morrerá.

Martim volta à fazenda a bordo do Gaiola Encantado

A última sequência mostrará Afrânio na frente de sua casa vendo o Gaiola Encantado. Ele ficará triste. Tereza e o gêmeos o alegrarão. O espírito de Martim, a bordo do barco fantasma Gaiola Encantado, não acreditará no que está vendo: as famílias rivais felizes e juntas. “Eu lhe disse dotô, não disse?”, falará o capitão da embarcação, que no roteiro é chamado de Eugênio. “Disse, Eugênio, mas eu não pude acreditar”, responderá o fotógrafo. “Por isso lhe truxe, que era pro dotô podê ! Agora vâmo segui viagem”, dirá o capitão, fazendo o barco dar seu último apito.

(Via Agencia)A

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

104