07/09/2016

09:53

Por: Alberto Silva

Se complicou – Polícia Civil pede prisão preventiva de possivel ex- amante de Feliciano, Patrícia Lelis

A Polícia Civil concluiu o inquérito que apurava o caso que envolve a jornalista Patrícia Lelis, de 22 anos, e o assessor do deputado federal Marco Feliciano (PSC), Talma Bauer com o pedido de prisão preventiva contra a jornalista pelos crimes de extorsão e mentir à investigação.

De acordo com o delegado que investiga o caso, Luiz Roberto Hellmeister, titular do 3º Distrito Policial da Santa Ifigênia, no Centro de São Paulo, Patrícia deverá responder ao eventual processo presa.

Segundo o delegado, o caso será analisado pela Justiça no Fórum João Mendes, no Centro de SP, a decisão sobre a prisão da jornalista deverá ser decretada por algum juiz.

Patrícia nega as acusações de extorsão e denunciação caluniosa contra Bauer. O advogado de Patrícia, Roberto da Gama Cidade, disse que o pedido não causou “absolutamente nenhuma surpresa”, e que enviou ao Ministério Público de São Paulo, há cerca de dez dias, uma petição para que as investigações em São Paulo sejam invalidadas.

Patrícia nega as acusações de extorsão e denunciação caluniosa contra Bauer. O advogado de Patrícia, Roberto da Gama Cidade, disse que o pedido não causou “absolutamente nenhuma surpresa”, e que enviou ao Ministério Público de São Paulo, há cerca de dez dias, uma petição para que as investigações em São Paulo sejam invalidadas.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

94