08/05/2016

22:50

Por: Alberto Silva

Santos F.C mais uma vez emplaca o título de campeão paulista 2016

Preocupado com o domínio visitante, Dorival Júnior colocou Ronaldo Mendes e Joel nos lugares de Vitor Bueno e Ricardo Oliveira. Mas o Audax continuou melhor.

Com um gol isolado de Ricardo Oliveira aos 44min do primeiro tempo, o Santos venceu o Audax por 1 a 0 na tarde deste domingo (8), na Vila Belmiro, e conquistou o seu 22º título do Campeonato Paulista.
Esta foi a sétima conquista estadual do clube santista nos últimos dez anos (desde 2006), período em que ficou de fora da decisão estadual somente em 2008. Com isso, a atual equipe alvinegra igualou a mesma marca do Santos da era Pelé entre os anos de 1956 e 1966.
Como houve empate por 1 a 1 no jogo de ida, os santistas ficaram com a taça paulista pelo segundo ano consecutivo com a vitória pelo placar mínimo.
De quebra, o Santos completou uma série histórica de não perder na Vila Belmiro desde julho de 2015, acumulando 24 vitórias e quatro empates no período.
Trata-se da oitava maior sequência invicta no local, que ficou conhecido como “alçapão” após a mais vitoriosa delas, entre junho de 1929 e dezembro de 1930, com 35 jogos e 29 triunfos.
O JOGO
Após o jogo começar com atraso por causa da torcida santista, o Audax não se intimidou por atuar fora de casa e dominou quase todo o primeiro tempo, com uma média de 70% de posse de bola e presença ofensiva constante.
O toque de bola e a mobilidade do time de Osasco dificultaram a marcação do Santos, que não conseguia sequer ameaçar o goleiro Sidão em contra-ataques.
Para agravar a situação da equipe da casa na partida, Lucas Lima voltou a sentir contusão com 23 min e deu lugar a Paulinho, que não foi bem e teve atuação apagada.
Aos 31 min, Tchê Tchê chegou a acertar a trave do goleiro Vanderlei em momento de grande pressão do Audax. Porém, após um erro dos visitantes no campo de ataque, a equipe da Vila Belmiro conseguiu abrir o placar em um dos raros ataques antes do intervalo.
Aos 44 min, após rápido contra-ataque puxado por Vitor Bueno, Ricardo Oliveira recebeu no mano a mano, fintou Bruno Silva e, na saída do goleiro, chutou rasteiro para fazer 1 a 0.
O Audax continuou jogando no campo de ataque no segundo tempo, enquanto o Santos se limitava a marcar para sair da defesa somente em velocidade. No entanto, a proposta não funcionou.
Preocupado com o domínio visitante, Dorival Júnior colocou Ronaldo Mendes e Joel nos lugares de Vitor Bueno e Ricardo Oliveira. Mas o Audax continuou melhor. Aos 32min, Ytalo acertou a trave do Santos em cabeçada na grande área.
No fim, Joel teve um gol mal anulado pela arbitragem, e Ronaldo Mendes ainda perdeu um gol feito na pequena área, antes do apito final.

Como houve empate por 1 a 1 no jogo de ida, os santistas ficaram com a taça paulista pelo segundo ano consecutivo com a vitória pelo placar mínimo. De quebra, o Santos completou uma série histórica de não perder na Vila Belmiro desde julho de 2015, acumulando 24 vitórias e quatro empates no período. Trata-se da oitava maior sequência invicta no local, que ficou conhecido como "alçapão" após a mais vitoriosa delas, entre junho de 1929 e dezembro de 1930, com 35 jogos e 29 triunfos.

SANTOS
Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Renato, Lucas Lima (Paulinho) e Vitor Bueno (Ronaldo Mendes); Gabigol e Ricardo Oliveira (Joel). T.: Dorival Junior.
AUDAX
Sidão; Francis (Rodolfo), Yuri, Bruno Silva (Felipe Rodrigues) e Velicka; Tchê Tchê, Camacho e Juninho (Wellington); Bruno Paulo, Mike e Ytalo. T.: Fernando Diniz.
Gol: Ricardo Oliveira, aos 44 min do 1º tempo
Cartões amarelos: Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Thiago Maia e Gabriel (S); Velicka e Bruno Paulo (A)
Árbitro: Raphael Claus
Estádio: Vila Belmiro, Santos (SP)
Público: 16.018 pagantes
Renda: R$ 934.920,00

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

106