17/07/2016

19:04

Por: Alberto Silva

Policia descobre treinamento de traficantes no Rio para Olimpíadas e o alvo é a população, veja aqui …

Apesar da importância para a cidade, relatos de roubos e arrastões são comuns na via, que começa na Baixada, na altura da Via Dutra e termina no Elevado Paulo de Frontin, na Cidade Nova, Centro.

Não foi atoa que uma nota no NYT chamou as Olimpíadas no Brasil de “Olimpíadas do Terror”, traficantes fortemente armados estão usando a população como malvo de treinamento. Uma operação da Polícia Militar levou pânico a motoristas e passageiros que passavam pela Linha Vermelha na Baixada Fluminense, na tarde deste sábado (16). Assustadas com o som de tiros, muitas pessoas chegaram a descer dos carros e se abaixar na via para se proteger, como mostram imagens enviadas ao G1. Não há relato de feridos.

“Ouvimos muito tiro lá para a frente. Todo mundo deitado, fora do carro, deitado no chão”, contou o taxista Zilmar Sebastião de Melo, um dos que ficou parado devido à interdição. ”

Alguns motoristas deram marcha a ré. Outros voltaram na contramão (veja nos vídeos abaixo). A via ficou fechada, nos dois sentidos, por cerca de 40 minutos. A liberação total foi por volta das 17h.

Também neste sábado, outro PM foi baleado durante troca de tiros durante uma abordagem a um carro com passageiros em atitude suspeita, na altura da Rodovia Presidente Dutra. Os criminosos reagiram, atingiram o rosto de um dos policiais, furaram o bloqueio e fugiram. O policial foi levado para o Hospital da Posse e o estado de saúde dele é estavel, segundo a PM.

Segundo a PM, a interdição foi feita para preservar os motoristas e passageiros durante a entrada de policiais de quatro batalhões (16°, 21°, 41° BPM e BPVE) nas comunidades Ficap, Prainha e Furquim Mendes.

Segundo o tenente-coronel do Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE), Ubiratã Saraiva, não houve registro de confronto armado. Relatos de quem passava pela via, no entanto, indicam o som de muitos tiros.

PMs baleados, feridos e com medo
O objetivo da operação, segundo a PM, é coibir o roubo de cargas e veículos e prender os criminosos que atiraram neste sábado em um policial militar. De acordo com o 41º BPM (Irajá), ladrões tentaram roubar o carro do PM na Rua Argos, na Pavuna. Ele reagiu, baleou um dos bandidos e acabou ferido em um dos braços. Foi levado para o Hospital Carlos Chagas, em Marechal Hermes. Um criminoso e morreu e outro suspeito conseguiu fugir.

E neste sábado, outro PM foi baleado durante troca de tiros durante uma abordagem a um carro com passageiros em atitude suspeita, na altura da Rodovia Presidente Dutra. Os criminosos reagiram, atingiram o rosto de um dos policiais, furaram o bloqueio e fugiram. O policial foi levado para o Hospital da Posse e o estado de saúde dele é estavel, segundo a PM.

A via mais usada da olimpíadas vira praça de guerra
A Linha Vermelha é um dos principais acessos para quem chega ao Rio e será muito usada para quem sai do Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão) para a Zona Sul e Centro da cidade durante os Jogos Olímpicos, em agosto. Um muro, que isola a via de comunidades do Conjunto de Favelas da Maré, foi decorado para a Olimpíada.

Apesar da importância para a cidade, relatos de roubos e arrastões são comuns na via, que começa na Baixada, na altura da Via Dutra e termina no Elevado Paulo de Frontin, na Cidade Nova, Centro. No fim de junho, a médica Gisele Palhares foi assassinada no acesso da Dutra à Linha Vermelha.

A matéria foi divulgada através da FolhaPress

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

103