20/05/2016

13:47

Por: Alberto Silva

PF agindo a favor do Brasil, LULA na mira do crime, tráfico de influência, veja aqui

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (20) uma operação para investigar a prática de tráfico de influência envolvendo pessoas ligadas ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão e dois de condução coercitiva em Santos (SP).
A reportagem apurou que uma das pessoas levadas a depor é Taiguara Rodrigues dos Santos, sobrinho da primeira mulher de Lula.

Batizada de “Janus”, a operação tem como objetivo verificar se contratos da Odebrecht com uma empresa pertencente a Santos foram utilizados para o pagamento de vantagens indevidas. Segundo a investigação, a empresa, de pequeno porte, foi contratada pela empreiteira para reformar a hidrelétrica Cambambe, em Angola. A obra foi recebeu financiamento de US$ 464 milhões no BNDES.

No ano passado, Santos chegou a ser convocado para depor na CPI do BNDES, suspeito, segundo deputados, de ter integrado a comitiva de Lula em viagens à África e a Cuba.

Batizada de "Janus", a operação tem como objetivo verificar se contratos da Odebrecht com uma empresa pertencente a Santos foram utilizados para o pagamento de vantagens indevidas. Segundo a investigação, a empresa, de pequeno porte, foi contratada pela empreiteira para reformar a hidrelétrica Cambambe, em Angola. A obra foi recebeu financiamento de US$ 464 milhões no BNDES.

Na ocasião, deputados do PT protestaram contra a convocação e afirmaram que ele tinha uma relação de parentesco distante com Lula e que não tinha relação com o BNDES.

JANUS
O nome da operação desta sexta é uma referência ao Deus romano Janus (ou Jano) que segundo a mitologia olha ao mesmo tempo para o passado e para o futuro.
A ação é desdobramento de um Procedimento de Investigação Criminal do Ministério Público Federal que pretendia investigar se a construtora Odebrecht teria, entre os anos de 2011 e 2014, pago propina em troca de facilidades em troca de empréstimos do BNDES.

Segundo a revista “Época”, o ex-presidente Lula está sendo investigado pela Procuradoria desde o ano passado, suspeito de usar sua influência para facilitar negócios da empreiteira Odebrecht com governos estrangeiros onde a empresa faz obras financiadas pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

90