20/07/2016

11:08

Por: Alberto Silva

Michel Temer deve lançar programa social ‘Criança Feliz’ nos próximos dias

O programa prevê a contratação de 80 mil pessoas e deve custar ao governo cerca de R$ 2 bilhões por ano.

O presidente interino Michel Temer planeja lançar nos próximos dias um programa social. chamado de ‘Criança Feliz’.

O blog do Fernando Rodrigues, do UOL, explica que este é um projeto que visa atender presencialmente todos os filhos de beneficiários do Bolsa Família. O programa prevê a contratação de 80 mil pessoas e deve custar ao governo cerca de R$ 2 bilhões por ano.

A publicação explica que o programa quer prestar assistência a crianças nos primeiros 1.000 dias de vida (até os 3 anos de idade). O ministro Osmar Terra (Desenvolvimento Social e Agrário) avalia que esse é o período vital para o desenvolvimento das funções cognitivas, entre outras, da criança.

“Vamos focar o desenvolvimento das habilidades e competências nos primeiros anos de vida para que essas crianças tenham um futuro melhor e ajudem suas famílias a sair da pobreza”, explica o ministro.

O blog teve acesso aos detalhes sobre o programa e esclarece que o ‘Criança Feliz’ deverá contratar cerca de 80 mil pessoas com ensino médio completo para fazer o atendimento presencial aos filhos de beneficiários do Bolsa Família. Serão os chamados visitadores. Eles irão trabalhar com 4 milhões de casas de pessoas atendidas pelo Bolsa Família que possuem filhos de até 3 anos de idade. O total de beneficiários do programa é de 13,904 milhões de famílias.

Segundo a publicação, a proposta é que cada 1 dos 80 mil visitadores fique responsável por ir até a 6 casas por dia – 30 por semana. Além do atendimento às crianças, o programa pretende acompanhar gestantes.

O ministro Osmar Terra é médico e deputado federal eleito pelo PMDB do Rio Grande do Sul. Ele já foi secretário da Saúde do governo gaúcho, em 2010, e implantou no estado um programa parecido com o que será lançado pelo governo federal.

(Via Agencia)

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

92