27/05/2016

18:26

Por: Alberto Silva

Menina estrupada por 30 homens se manifesta na rede social

Na noite desta quinta (26), ela já havia feito um agradecimento em sua página na rede social: "Venho comunicar que roubaram meu telefone e obrigada pelo apoio de todos. Realmente pensei que seria julgada mal".

A adolescente de 16 anos que foi vítima de um estupro coletivo na comunidade da Barão, em Jacarepaguá, zona oeste do Rio, usou as redes sociais nesta sexta-feira (27) para desabafar sobre a agressão que sofreu.
“Todas podemos um dia passa e por isso… Não, não dói o útero e sim a alma por existirem pessoas cruéis sendo impunes!! Obrigada ao apoio”, escreveu a menina. A mensagem da jovem foi a segunda publicada por ela em referência à agressão que sofreu.
Na noite desta quinta (26), ela já havia feito um agradecimento em sua página na rede social: “Venho comunicar que roubaram meu telefone e obrigada pelo apoio de todos. Realmente pensei que seria julgada mal”.
O presidente interino, Michel Temer (PMDB), determinou que o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, faça contato com o secretário da Segurança do Rio, José Mariano Beltrame, e ofereça recursos para auxiliar na investigação.
“O estupro representa a maior violência à dignidade da mulher e deve ser duramente reprimido”, disse, em nota, o ministro.
Na próxima terça (31), Moraes fará um encontro com todos os secretários da Segurança Pública do país para debater políticas na área de violência contra a mulher.

"Todas podemos um dia passa e por isso... Não, não dói o útero e sim a alma por existirem pessoas cruéis sendo impunes".

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

90