19/11/2015

18:52

Por: Alberto Silva

LULA como ele é, abandona o filho a própria sorte, assim como fez com Dirceu e o resto do PT

Na entrevista que concedeu ao canal Globo News, o ex-presidente Lula jurou sua inocência sobre envolvimento em esquemas de corrupção, mas ficou visivelmente abatido quando teve que responder ao entrevistador Roberto D'Ávila sobre o envolvimento do filho Luís Claudio Lula da Silva em esquemas de corrupção.

Lula tentou concentrar a resposta referindo-se ao seu outro filho, Fábio Luis, alegando que este tem sido perseguido por mentiras desde 2006. Mas ao se referir ao filho caçula, o ex-presidente se mostrou mais reticente. Sem defender a inocência do filho, Lula admitiu que Luís Claudio está sendo investigado pela Polícia Federal no âmbito da operação Zelotes.

Para Lula, caberá ao caçula provar sua inocência: “Meu filho tem que provar que fez a coisa certa, e é importante que seja pra ele provar mesmo, porque se não provar ele está subordinado à mesma Constituição que eu estou. É chato? É. Mas é bom.”, admitiu Lula, referindo-se a possível prisão do filho.

Na prática, Lula abandonou o filho à própria sorte, negando implicitamente que tenha mandado seu amigo de longa data, Mauro Marcondes, dar os R$ 2.5 milhões ao caçula. Em seu depoimento à Polícia Federal, Luís Claudio Lula da Silva afirmou que o amigo de seu pai nunca lhe explicou as razões pelas quais teria optado por contratar sua empresa. Leia aqui o artigo.

O ex-presidente foi bastante claro ao afirmar que caberá ao filho explicar sua relação com o lobista Mauro Marcondes. Lula já agiu da mesma forma em outras oportunidades. No auge do escândalo do mensalão, o então presidente negou seus laços de amizade com Delúbio Soares e José Dirceu quando afirmou em entrevista para uma emissora portuguesa que os dois não eram pessoas de sua intimidade.

Deixar de se solidarizar com companheiros que caíram em desgraça para levá-lo ao poder já é um ato condenável, o que dizer sobre lavar as mãos em relação ao próprio filho que se encontra em apuros graças à sua influencia?

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

104