27/05/2016

14:24

Por: Alberto Silva

Grupos de movimentos pro-impeachment foram financiados por partidos, veja quais !!

Em áudios, um dos coordenadores do MBL, Renan Antônio Ferreira dos Santos, e o secretário da Mobilização da Juventude do PSDB do Rio de Janeiro, Ygor Oliveira, confirmam a ajuda do PSDB, DEM e PMDB para realizar os protestos do dia 13 de março deste ano.

Fique atento, talvez você esteja participando de grupos pro-Brasil e eles estão ganhando dinheiro. Por exemplo: o Movimento Brasil Livre (MBL), fundado para fazer protestos contra a corrupção, recebeu apoio financeiro de partidos políticos para a impressão de panfletos e uso de carros de som, em manifestações pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff, segundo uma reportagem publicada hoje pelo portal de notícias UOL.

Em áudios, um dos coordenadores do MBL, Renan Antônio Ferreira dos Santos, e o secretário da Mobilização da Juventude do PSDB do Rio de Janeiro, Ygor Oliveira, confirmam a ajuda do PSDB, DEM e PMDB para realizar os protestos do dia 13 de março deste ano.

“O MBL acabou de fechar com PSDB, DEM e PMDB uma articulação para eles ajudarem, e também com a força sindical, que é o Paulinho, é… para divulgar o dia 13 usando as máquinas deles também, enfim usar uma força que a gente nunca teve. E foi o MBL que montou isso, a gente está costurando agora com todos eles pra ter o impeachment, a gente tá em outra, a gente tá causando problemas pra Dilma”, fala Renan dos Santos.

Usando o lema "Esse impeachment é meu", os 20 mil panfletos para a divulgação dos protestos foram pagos pelo então presidente da Fundação Ulysses Guimarães, Moreira Franco, a pedido do presidente da Juventude do PMDB, Bruno Júlio. Segundo a reportagem, a assessoria de Moreira Franco nega que isso tenha ocorrido. O MBL também não confirmou o custeio dos panfletos.

Usando o lema “Esse impeachment é meu”, os 20 mil panfletos para a divulgação dos protestos foram pagos pelo então presidente da Fundação Ulysses Guimarães, Moreira Franco, a pedido do presidente da Juventude do PMDB, Bruno Júlio. Segundo a reportagem, a assessoria de Moreira Franco nega que isso tenha ocorrido. O MBL também não confirmou o custeio dos panfletos.

O MBL vende, em seu site, planos mensais para seus apoiadores, oferencendo um lugar na comunidade para debates, kits com livros e adesivos, cursos e até direito de voto nos posicionamentos do MBL

Apesar disso, o movimento negociou com a Juventude do PSDB o financiamento da manifestação em Brasília no dia 11 de maio.

“Aqui no Rio de Janeiro, foi feita uma parceria com o MBL, na pessoa de Bernardo Sampaio, e na minha pessoa, pela Juventude do PSDB. Fizemos um projeto da JPSDB captar com amigos, com colaboradores o valor referente a hospedagem, alimentação, no translado, entre outras despesas, e o MBL chegar com o ônibus”, disseYgor Oliveira, do JPSDB-RJ, que depois afirmou que a parceria não veio a se concretizar.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

104