18/01/2016

00:35

Por: Alberto Silva

Gravidez X Hidratação corporal: O que pode ou não pode fazer

Quando uma mulher está grávida precisa ficar atenta quanto às mudanças na sua rotina. Um hábito que seria comum, como hidratar a pele, por exemplo, merece cuidados redobrados.

É claro que a pele da gestante também precisa de hidratação, ainda mais quando surgem as temidas estrias. Mas antes de focar na estética é preciso ficar de olho na saúde, inclusive a do bebê.

Algumas substâncias como cânfora, ureia acima de 3% e chumbo, presentes na maioria dos cremes hidratantes, são proibidas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), pois são muito prejudicais para mãe e filho. Por isso, antes de comprar qualquer creme hidratante ou outro cosmético, leia bem o rótulo, pois essas informações devem estar sinalizadas lá. Escolha produtos que não possuam essas substâncias ou com ureia abaixo de 3%.

A cânfora é uma substância tóxica que pode provocar má-formação fetal e até aborto espontâneo, dependendo do tempo que for utilizado pela gestante. A ureia também pode prejudicar o crescimento e desenvolvimento do feto, pois consegue atravessar a placenta, principal protetora do bebê. O chumbo é ainda mais perigoso. Ele pode interferir no metabolismo, aumentar a pressão arterial e causar intoxicação na mãe. Já  bebê pode ter problemas no seu desenvolvimento.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

103