07/04/2016

21:42

Por: Alberto Silva

Eduardo Cunha é pelo menos 5X mais milionário que vencedor de Big Brother

De acordo com o delator, Cunha recebeu as propinas em 2012. “Uma semana após a operação, almoçando com o Alberto Youssef, nesse mesmo dia eu vi o Julio (Camargo) saindo do escritório dele, fomos almoçar e ele me disse: 'Você nem imagina a pressão que eu estava sofrendo'.

É isso mesmo. Se você quiser dar uma espiadinha na vida particular do deputado vai perceber os milhões de reais que ele e sua família gastam em restaurantes e hotéis de Dubai, Paris, Milão e onde mais o dinheiro deixar eles irem.

A bola da vez são 5 milhões de reais que o achacador-mor recebeu de propina do empresário Leonardo Meirelles. A afirmação foi feita em mais um dia de reunião da Comissão de Ética e sua interminável votação pela cassação do mandato de Cunha. O processo já dura mais de cinco meses e até hoje, nada. Como ocorre sempre no Brasil.

O relator do processo falou que nunca houve um processo tão demorado na história do Conselho de Ética. E Cunha, irônico e detestável como sempre, afirmou que vai continuar demorando enquanto ele presidir a Câmara dos Deputados. É mole ou não é?!

O achacador-mor simplesmente ri da cara do brasileiro, rouba até não poder mais e se mantém no poder sem medo de ser feliz. Já era para ter saído de lá na base da condução coecertiva, para não falar demais.

De acordo com o delator, Cunha recebeu as propinas em 2012. “Uma semana após a operação, almoçando com o Alberto Youssef, nesse mesmo dia eu vi o Julio (Camargo) saindo do escritório dele, fomos almoçar e ele me disse: ‘Você nem imagina a pressão que eu estava sofrendo’. E disse que era do então investigado, Eduardo Cunha”, afirmou o empresário.

Agora é esperar e torcer para que o Conselho de Ética faça jus ao nome e coloque esse bandido que é Eduardo Cunha fora do Congresso e dentro da cadeia, de preferência.

®PensaBrasil

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

105