05/10/2016

10:07

Por: Alberto Silva

CONFRONTO ENTRE TRAFICANTES deixa escolas fechadas no Rio de Janeiro

Confronto envolveu traficantes dos morros do Fallet e da Coroa, que ficam nos bairros do Rio Comprido e Santa Teresa

Confronto entre traficantes de drogas – que atuam nas regiões do Rio Comprido, Santa Teresa, Catumbi e Estácio e lutam pelo domínio do tráfico de drogas – deixou 1.280 alunos das escolas e Espaços de Desenvolvimento Infantil da prefeitura do Rio sem aulas nesta terça-feira (4).  Pela manhã, houve confronto envolvendo traficantes dos morros do Fallet e da Coroa, que ficam nos bairros do Rio Comprido e Santa Teresa. Segundo a Polícia Militar, não houve registro de feridos.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, uma creche e dois Espaços de Desenvolvimento Infantil não funcionaram no turno da manhã e também não abriram no turno da tarde. As unidades atendem a 656 alunos. Em Santa Teresa, uma creche que atende a 224 alunos também não funcionou por medida de segurança.

A Polícia Militar cerca a região e faz operações diárias nas comunidades que ficam perto da área central da cidade, onde há troca de tiros. O Batalhão de Operações Especiais (BOPE), o Choque e o Batalhão de Ações com Cães estão vasculhando as comunidades da Coroa, São Carlos e Fallet à procura dos criminosos.

A Polícia Militar cerca a região e faz operações diárias nas comunidades que ficam perto da área central da cidade, onde há troca de tiros. O Batalhão de Operações Especiais (BOPE), o Choque e o Batalhão de Ações com Cães estão vasculhando as comunidades da Coroa, São Carlos e Fallet à procura dos criminosos.

Policiais do Bope que patrulhavam as comunidades do Fallet/Fogueteiro, onde há uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), prenderam dois suspeitos com uma pistola automática e dois carregadores. Os detidos foram encaminhados à Central de Flagrantes da Cidade da Polícia. Homens do Batalhão de Choque e de Ações com Cães fizeram operação no Morro da Coroa, sem registro de prisões ou apreensões de drogas nas duas comunidades. Homens da tropa de Choque reforçam também o policiamento em apoio aos militares da UPP Coroa.

Guerra

Os tiroteios tiveram início na noite da última sexta-feira (30) e levaram pânico aos moradores. O confronto durou toda a noite e madrugada e moradores que retornavam do trabalho evitaram voltar para casa com medo de ser atingido por balas perdidas.

No dia seguinte (1º), véspera das eleições municipais, a Polícia Militar fechou, por medida de segurança, a Rua Itapiru, que divide os bairros do Rio Comprido e Catumbi. Os traficantes estão com armas pesadas, como fuzis. Um tiro desse tipo de armamento pode atingir um alvo a mais de dois mil metros.

No domingo (2), houve uma trégua nos confrontos devido às eleições municipais. No final da tarde, traficantes do Morro da Coroa passaram de moto e bicicleta avisando aos comerciantes e moradores da região que a troca de tiros recomeçaria após o término da votação.

Na madrugada de segunda-feira (3), um homem que teria ligação com o tráfico de drogas morreu no Hospital Municipal Souza Aguiar após estar junto a vários criminosos que trocaram tiros com policiais do Batalhão de Choque da PM.

(Via Agencia)

 

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

92