28/10/2015

10:17

Por: Alberto Silva

“A vez de Lula” Ao comemorar 70 anos, LULA vê Policia Federal cada vez mais perto, ‘PT irá defendê-lo’

A cúpula do PT prepara para esta quinta-feira (29) um documento em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seu governo.

A redação foi iniciada nesta terça (27), um dia depois de a Polícia Federal fazer uma operação de busca e apreensão no escritório de Luis Cláudio Lula da Silva, seu filho.

A manifestação servirá de base para a resolução que a sigla aprovará na tarde desta quinta, na reunião do Diretório Nacional, em Brasília.

Lula discursará às 10h, na abertura do encontro do PT.

Segundo petistas ouvidos pela reportagem, o texto expressará a ideia de que a operação contra Luis Cláudio representa um ataque ao ex-presidente que embute uma tentativa de debilitar o PT e a democracia brasileira.

O documento insistirá na tese de que há uma tentativa de criminalização do partido. E investirá no argumento de que as instituições, como Judiciário, Ministério Público e Polícia Federal, devem seguir ritos, o que não estaria ocorrendo em relação ao PT.

A proposta de resolução voltará a defender mudanças na política econômica da presidente Dilma Rousseff, incluindo sugestões apresentadas pela bancada de deputados do PT. Num outro texto, documento preparatório para as eleições municipais do ano que vem, o comando do PT afirmará que o momento é crítico e requer unidade.

70 ANOS

Nesta terça, dia em que Lula completou 70 anos, Dilma e integrantes da cúpula do PT se manifestaram para apoiá-lo e parabenizá-lo.

Num vídeo de pouco mais de dois minutos, Dilma disse ter orgulho de caminhar “lado a lado” do ex-presidente e ressaltou que aprendeu muito com essa convivência: “Eu homenageio o parceiro de todas as horas, o retirante nordestino que transformou o Brasil. O presidente que conquistou o coração dos brasileiros. Sou testemunha da sua luta para fazer o Brasil um país de todos”, disse.

À tarde, ela foi ao Instituto do ex-presidente, em São Paulo, para parabenizá-lo. No local, amigos e aliados prestigiavam um churrasco de aniversário. Lula recebeu telefonemas de ministros e até do presidente da Venezuala, Nicolas Maduro. Nenhum de seus filhos compareceu.

O presidente do PT paulistano, Emídio de Souza, divulgou nota dizendo que as “longas mãos do preconceito e do ódio” alcançam os filhos do petista. Disse que “a caçada” a Lula começou antes da criação do PT, em 1980, e voltou com “força descomunal nesse tempo de império do ódio”.

O site do PT exibiu mensagens de exaltação à carreira de Lula, chegando a afirmar que entre os admiradores do “primeiro presidente de esquerda a chegar à presidência do Brasil” está o presidente dos EUA, Barack Obama.

Neste ano, amigos sugeriram a realização de uma festa para 3.000 pessoas em São Bernardo. Mas Lula recusou, alegando que não há clima para comemoração.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

loading...
93