OutrosUncategorized

TSE indentificou doações suspeitas a campanhas eleitorais passam de R$ 500 milhões

Cerca de 12,4 mil repasses foram efetuados por pessoas que são sócias em empresas que recebem recursos da administração pública. Esses empresários destinaram R$ 155,4 milhões às campanhas eleitorais.

O Tribunal Superior Eleitoral identificou que, até a última segunda-feira (26), as doações a campanhas eleitorais consideradas suspeitas atingiram R$ 554,4 milhões em todo o País. Esse montante foi repassado aos candidatos em 150.871 operações financeiras. O balanço, divulgado nesta quinta-feira (29), foi feito com base em dados do Tribunal de Contas da União (TCU). aqui

A planilha identifica 13 tipos de doações suspeitas. Foram registrados 23.844 depósitos por pessoas cuja renda é incompatível ao valor depositado, somando R$ 227,4 milhões. Cerca de 12,4 mil repasses foram efetuados por pessoas que são sócias em empresas que recebem recursos da administração pública. Esses empresários destinaram R$ 155,4 milhões às campanhas eleitorais.

Chama ainda mais a atenção as 143 doações feitas pelo CPF de pessoas que já morreram, totalizando R$ 272,6 mil. O TSE identificou ainda 22.367 transferências efetuadas por beneficiários do Bolsa Família, que chegaram a R$ 21,1 milhões  isso equivale a R$ 944,81 em cada operação. Outras 46.694 contribuições foram feitas por doadores desempregados. Juntas, somaram R$ 51,9 milhões.

Outro tipo de situação encontrada pelo TSE e que pode indicar fraude no processo eleitoral é a concentração de doadores em uma mesma empresa, o que pode ter sido feito com o objetivo de mascarar a aplicação de recursos por parte de pessoas jurídicas. Foram 150.671 casos desse tipo, que contabilizaram R$ 64,6 milhões.

Consta ainda da lista de irregularidades a cessão de veículos sem propriedade comprovada. O tribunal localizou 6.120 ocorrências dessa modalidade, que movimentaram R$ 13,1 milhões.

Fornecedores

O balanço do TSE encontrou 370 casos de fornecedores a campanhas que têm número reduzido de funcionários. Outros 350 têm como sócios beneficiários do Bolsa Família, enquanto 5.869 têm relação de parentesco com os candidatos e 427 não têm registro na Junta Comercial ou na Receita Federal. Em todos esses casos, o valor movimentado soma R$ 18,7 milhões. Em 260 registros, a empresa foi constituída em 2015 ou 2016 e tem na sociedade pessoas filiadas a partidos políticos.

Crescimento

O primeiro balanço feito pelo TSE com os dados do TCU, fechado em 5 de setembro, mostrava que as doações suspeitas às campanhas eleitorais somavam R$ 70,9 milhões. Esse número subiu para R$ 275 milhões no dia 12 e para R$ 388 milhões no dia 19. O tribunal ainda não divulgou informações atualizadas sobre o total doado. No último levantamento, o montante já superava R$ 1,5 bilhão.

(Via Agencia)

Related posts

Equipamentos de segurança usados na Rio 2016 vão substituir revista em prisões

admin

Instituto Lula foi esvaziado antes de operação, PT teve informações antecipadas vinda do planalto.

admin

URGENTE – Adolescente apareceu com estas marcas no pescoço, a causa é um aviso para todos nós

admin