OutrosPolíticaUncategorized

Lula desafia Sérgio Moro, acusa de ajudar o golpe e diz que será candidato para mudar o Brasil

Lula acusou o Juiz Sergio Moro de ter participado diretamente no impeachment da ex-presidente Dilma, que ele classificou de golpe.

O Senhor Luiz, vulgo LULA saiu novamente atacando o Juiz Federal Sérgio Moro, acusando de ajudar o golpe que teria retirado a Dilma da presidência do Brasil. Nesta quarta-feira (11), ocorreu em Salvador o primeiro ato público do ano do ex-presidente Lula. Ele deu uma declaração diante de lideranças do partido e do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) que participam do 29º Encontro Estadual do MST, ele afirmou que “se for necessário” vai ser candidato outra vez. aqui

“Se preparem, porque, se for necessário, vou ser candidato outra vez [em 2018]. Não para disputar, mas para ganhar e recuperar a autoestima desse país, a economia, a credibilidade”, afirmou o ex-presidente.

Rui Falcão,  presidente nacional do PT, disse horas antes, no mesmo evento que o partido não tinha tomado nenhuma decisão sobre lançar oficialmente o ex-presidente como pré-candidato à Presidência da República em 2018, mas que Luiz Inácio Lula da Silva é “candidato permanente do povo pobre”.

Lula ainda afirma que “A bancada do PT tem a obrigação de investigar a participação do governo americano no golpe, em parceria com Moro. O Brasil é independente há 500 anos e não vamos aceitar interferências estrangeiras”, disse. “Eles não estão apenas tentando me criminalizar, mas criminalizar meu governo”.

As pesquisas estão variando entre os principais institutos e na WEB LULA ficaria em terceiro Lugar se fosse disputar hoje com Jair Bolsonaro e Aécio Neves.

Lula acusou o Juiz Sergio Moro de ter participado diretamente no impeachment da ex-presidente Dilma, que ele classificou de golpe.

Lula ainda afirma que “A bancada do PT tem a obrigação de investigar a participação do governo americano no golpe, em parceria com Moro. O Brasil é independente há 500 anos e não vamos aceitar interferências estrangeiras”, disse. “Eles não estão apenas tentando me criminalizar, mas criminalizar meu governo”.

Enquanto falava, Lula era interrompido pelo público com o grito “Brasil pra frente, Lula presidente”.

O ex-presidente ainda irá percorrer o Brasil com a intenção de recuperar a imagem do PT. “Eu não vou desonrar minha mãe, pois ela me ensinou a nunca pegar nada de ninguém. Eu ando de cabeça erguida”, disse Lula.

Related posts

Palácio da Alvorada registra neste domingo um entra e sai de ministros convocados urgentes por Dilma

admin

Onde conseguir uma oportunidade de trabalho? – Pensa Brasil – Conectado com você

admin

Peemedebista teme a 2ª denúncia porém deseja o fracasso de Janot – Pensa Brasil – Conectado com você

admin