CuriosidadesOutrosUncategorized

TERROR – O massacre entre facções em Manaus pode chegar ás ruas, entenda…

Massacre acontecido no presídio de Manaus entre facções pode chegar as ruas.

Será o fim do mundo? O maior presídio de Manaus virou o maior campo de GUERRA. Duas facções criminosas se envolveram em um VERDADEIRO MASSACRE. As duas facções se enfrentaram sem piedade, foram mais de 50 mortos, 12 reféns incluindo Agentes Penitenciários e familiares de presos. E eles ainda garantem que a guerra só começou. A justiça do Brasil precisa ser mais rígida, a cadeia já não está dando mais jeito. aqui

O site Papo TV contou mais sobre o acontecido:

O massacre (o maior em um presídio brasileiro desde o ocorrido no Carandiru) foi organizado por integrantes da facção FDN (Família do Norte), ligada ao CV (Comando Vermelho). Os alvos seriam presos pertencentes a uma outra facção, o PCC (Primeiro Comando da Capital), rival do CV.

A rebelião acontecida no maior presídio de Manaus deixa um alerta. A ameaça é que essa guerra chegue ás ruas e que a população corre um grande risco! Abin já havia feito um alerta dizendo: “Estamos diante de uma ameaça concreta de rebeliões em série”. As facções criminosas prometem vingança a qualquer momento. Eles disseram que vão se vingar de qualquer maneira. É o fim do mundo!

Há 21 dias, publicamos aqui que a Abin alertou que a guerra entre as duas facções poderia tomar as ruas.

Estamos diante de uma ameaça concreta de rebeliões em série e, além disso, do risco de a violência dentro das prisões transbordar para o lado de fora”, diz um dos parlamentares em reunião secreta que aconteceu em 29 de novembro de 2016.

O site ZH.CLICRBS também comentou sobre o assunto:

Na negociação, os presos exigiram praticamente nada. Apenas que não houvesse excessos na entrada da PM, coisas que não iriam ocorrer mesmo. O que acreditamos é que eles já haviam feito o que queriam, que era matar essa quantidade de membros da organização rival e a garantia que não seriam agredidos pela polícia. A FDN (Família do Norte) massacrou os supostos integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital) e outros supostos desafetos que tinham naquele momento. Não houve contrapartida da outra facção — afirmou o secretário.

O tumulto, que havia iniciado na tarde do domingo, encerrou por volta das 10h40min (horário de Brasília) desta segunda-feira, quando presos entregaram as armas e se renderam.

No domingo, os corpos de seis pessoas, ainda não identificadas, foram jogadas para fora do presídio sem as cabeças. Até as 22h50min de domingo, 12 agentes carcerários foram mantidos reféns. Epitácio Almeida, presidente da Comissão de defesa dos Direitos Humanos da OAB-AM, coordenou as negociações com os presos e trabalhou na libertação dos reféns, que foram soltos na manhã desta segunda. De acordo com ele, este é um dos piores massacres em presídio que já houve no país.

(Via Agência de Notícias, Papo Tv e ZH.CLICRBS)

Related posts

Mudança radical na Friboi de LULINHA acende luz vermelha, falência a vista? JBS assusta mercado, veja o porque aqui…

admin

Vergonha mundial – Dilma e Temer farinha do mesmo saco, todos envolvidos na corrupção

admin

“Lula em Silêncio” acusado de cinco crimes do código penal, ex-presidente some sem dar respostas.

admin