OutrosUncategorized

Temer acusa Janot de apressar o processo para incriminá-lo – Pensa Brasil – Conectado com você

Temer diz a aliados que Janot foi afoito em delação de Funaro o presidente criticou o fato de o chefe do Ministério Público Federal ter acelerado o processo para, na avaliação dele, tentar prejudica-lo

Warning: file_get_contents(https://free.sharedcount.com/?url=https%3A%2F%2Fpensabrasil.com%2Ftemer-acusa-janot-de-apressar-o-processo-para-incrimina-lo%2F&apikey=a2ad8859171bb2d2344e31170cd248e9846315ac): failed to open stream: no suitable wrapper could be found in /home/pensabrasil/public_html/wp-content/themes/pensabrasilportal/inc/share-bar.php on line 10

O presidente da República Michel Temer fez questão de criticar o chefe do Ministério Público Federal por ter tomado

As medidas para acelerar o processo que em sua opinião foi para prejudica-lo em sua participação no encontro do Brics.

As expectativas é que Janot faça todos os ajustes necessários nesta quinta-feira, já que toda denúncia contra Temer será apresentada por ele

O peemedebista revelou que Janot foi totalmente destemido na apresentação do pedido de homologação da delação premiada de Funaro.

Vale ressaltar que o comentário foi revelado ao Folha de S. Paulo pelos aliados do presidente que lhe acompanharam durante uma viajem a Pequim onde realiza visita oficial.

Os aliados do presidente contaram que Temer criticou a atitude do chefe do Ministério Público por ter dado um andamento bem rápido no processo.

Para Temer o único motivo que Janot teria para fazer isso é o fato de querer lhe prejudicar.

Na quarta-feira (30) a delação foi devolvida pelo relator da Lava Jato Edson Fachin ao STF que precisará de um tempo para ajustar uma cláusula relativa a improbidade administrativa.

Temer acusa Janot de apressar o processo para incriminá-lo

Quando chegou a China o destemido Temer foi questionado pela imprensa brasileira mais evitou criticar a

Procuradoria e disse que “só soube da notícia” e deve ter havido “algum equívoco” no conteúdo do acordo.

Certamente nós vamos esclarecer. Eu suponho até que o procurador deverá esclarecer e vai devolver. Essa coisa está no Judiciário, não é mais comigo”, afirmou.

Temer negou também que o pedido de suspeição de Janot feito por sua defesa e negado pelo relator Fachin, tivesse o objetivo de desqualificar o chefe do Ministério Público Federal.

“No plano jurídico, quando alguém começa a agir suspeitamente, você tem que arguir da suspeição. E quem decide é o Poder Judiciário.

 Ele que vai decidir o que deve haver. O que não se pode é manter o silêncio”, disse

Temer acusa Janot de apressar o processo para incriminá-lo

As expectativas é que Janot faça todos os ajustes necessários nesta quinta-feira, já que toda denúncia contra Temer será apresentada por ele.

O presidente ficou sabendo da decisão do relator Fachin em parada técnica no Cazaquistão, ainda na noite de quarta-feira (30) no Brasil, quando o sinal de internet da aeronave foi restabelecido.

Segundo um dos presentes, ele riu e achou graça do comentário feito pelo ministro do STF Gilmar Mendes de que o chefe do Ministério Público Federal é “um sindicalista” alçado ao atual cargo.

Galeria

Related posts

José Carlos Araújo – “Eduardo Cunha lembra-me um certo manipulador nazista”

admin

STF esconde que Rodrigo Maia tenha nacionalidade americana e não pode ser presidente da Câmara

admin

Atual administração do Flamengo vai dar trabalho para estrangeiros

admin