OutrosUncategorized

PAROU O BRASIL – Manifestantes só irão sair da câmara com intervenção militar

Entre 60 e 80 manifestantes invadiram o Plenário da Câmara na tarde desta quarta-feira (16/11) pedindo participação do povo na política brasileira. O grupo seria de extrema direita e pedia por intervenção militar. Houve tumulto e confusão entre policiais legislativos e manifestantes, que afirmaram que só sairão do local se o Exército retirá-los. aqui

Entre os gritos do grupo estão: “Nossa bandeira jamais será vermelha!” e “Viva Sérgio Moro! General Já!”. Jeferson Alves, empresário da Construção Civil, defendeu o fechamento do Congresso Nacional. “Isso aqui deve ser fechado e todos os políticos envolvidos em robalheira devem ser presos imediatamente”, afirmou. Jeferson negou que o movimento tenha por trás de si um partido político: “Está na Constituição: todo poder emana do povo. E é povo qie está aqui querendo acabar com essa bandalheira”.

Enquanto os manifestantes permaneciam no Plenário, Jeferson e outro homem, identificado como Antônio Francisco, davam entrevistas no Salão Verde afirmando que faziam parte do protesto de terça (15/11) em frente ao Congresso e que “espontaneamente” decidiram invadir hoje o Legilsativo.

Um grupo de representantes do Sindicato dos Vigilantes, que aguardava a votação de um projeto que estabelecia o piso nacional da categoria, xingou os dois chamando-os de “facistas, golpistas e racistas”.

O protesto ocorreu na fase de pronunciamento dos parlamentares durante sessão presidida pelo deputado Waldir Maranhão (PP). O grupo entrou no Plenário pelo Salão Verde da Câmara e foi direto para a parte superior onde fica a mesa diretora dos trabalhos. A porta de vidro do local foi quebrada. O presidente decidiu suspender a sessão, que havia começado às 14h.

(Via Redação)

Related posts

Flor do Hibisco é Anti-inflamatório e antibacteriano

admin

Generais estariam em reunião URGENTE para intervenção?

admin

PT leva a maior surra eleitoral do Brasil, veja aqui…

admin