OutrosUncategorized

'NINGUÉM' na forma da lei pode ser preso a partir de hoje

Desse modo, por exemplo, a equipe da Polícia Federal que integra a força-tarefa da Lava Jato e prendeu ontem o ex-ministro Antonio Palocci em São Paulo, está impedida de deflagrar novas fases da Lava Jato até a próxima terça-feira.

A partir desta terça-feira (27), nenhum brasileiro habilitado a votar nas eleições 2016 pode ser preso ou detido, salvo em flagrante ou para cumprimento de sentença criminal. A regra está prevista no Código Eleitoral, que entrou em vigor em 1965 e serve para garantir a liberdade do voto. aqui

No próximo domingo (2), mais de 144 milhões de eleitores devem ir às urnas para eleger vereadores e prefeitos. A regra vale até 48 horas após o encerramento das eleições.

Na prática, mandados de prisão não devem ser cumpridos até a semana que vem, o que visa para evitar nulidades nos processos criminais. Desse modo, por exemplo, a equipe da Polícia Federal que integra a força-tarefa da Lava Jato e prendeu ontem o ex-ministro Antonio Palocci em São Paulo, está impedida de deflagrar novas fases da Lava Jato até a próxima terça-feira.

A regra foi inserida na legislação eleitoral em 1932, com o objetivo de anular a influência dos coronéis da época, que tentavam intimidar o eleitorado. Atualmente, juristas questionam a impossibilidade das prisões, mas a questão nunca foi levada ao Supremo Tribunal Federal (STF).

A proibição está no Artigo 236, do Código Eleitoral, e o texto diz: “Nenhuma autoridade poderá, desde 5 (cinco) dias antes e até 48 (quarenta e oito) horas depois do encerramento da eleição, prender ou deter qualquer eleitor, salvo em flagrante delito ou em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável, ou, ainda, por desrespeito a salvo-conduto.”

Dentre os mais de 144 milhões habilitados a votar no Brasil, 41,1 milhões (28,5%) informaram à Justiça Eleitoral que não completaram o ensino fundamental. De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 27,39 milhões de eleitores (19%) completaram o ensino médio, enquanto 27,38 milhões disseram não ter concluído essa etapa.

Segundo o TSE, 15,4 milhões de eleitores (10,7%) leem e escrevem; 10,1 milhões (7%) terminaram o ensino fundamental; 9,5 milhões (6,6%) têm diploma de ensino superior e 5,9 milhões (4,1%) iniciaram, mas não concluíram, o curso universitário. Do total de eleitores, 6,9 milhões disseram-se analfabetos e 90 mil não informaram o grau de instrução.

Nas eleições de 2016, do eleitorado apto a votar em outubro, 75,2 milhões são mulheres (53,2%), 68,7 milhões (47,7%) são homens e 95,2 mil não informaram o sexo.

(Via Agencia)

Related posts

Não existe mais possibilidades de DILMA continuar presidente do Brasil, TSE pode anular eleições

admin

Policia Federal deflagra neste momento operação para prender integrantes da banda Aviões do Forró

admin

“Tiro no pé” Rede Record terá que pagar multa milionária a sua apresentadora XUXA

admin