OutrosUncategorized

Em noite de Jackson e cesta épica de Palacios, Vasco derrota o B. Cearense, veja aqui….

aqui

Depois de fazer um bom jogo e derrotar o forte Mogi das Cruzes, campeão paulista e finalista da Liga Sul-Americana, o Vasco voltou a vencer na noite desta terça-feira, chegando a três vitórias no Novo Basquete Brasil. Jogando no ginásio de São Januário, Zona Norte do Rio, o time de Christiano Pereira, que teve o estrangeiro David Jackson como principal destaque, desbancou o Basquete Cearense, do treinador Alberto Bial, pelo placar de 71 a 69. Além dos pontos do americano, uma cesta épica do argentino Damián Palacios, que arriscou de sua própria quadra e acertou no finzinho do segundo quarto, chamou a atenção no triunfo cruz-maltino pelo NBB (veja acima).

Foi sorte, mas ganhamos também por conta dessa cesta, né? Em casa, o Vasco não entra para perder. Por sorte, no final, alguns jogadores fizeram a diferença hoje e vencemos – comentou Palacios, fazendo referência ao momento em que arriscou de sua própria quadra e conseguiu marcar no finzinho do segundo quarto.

David Jackson foi o cestinha da partida, com 23 pontos, seguido por Toledo, com 19. Nos rebotes, destaque para Fiorotto, que executou o fundamento dez vezes, uma a mais que Gruber. Na última vez em que o Cruz-maltino e o Basquete Cearense se enfrentaram antes desta terça-feira, os vascaínos saíram de quadra com seu primeiro título na volta à elite do basquete brasileiro. Em confronto pelo torneio amistoso Super Four, em setembro, o Gigante da Colina bateu o Carcará por 78 a 68, com destaque para o americano David Jackson, com 20 pontos.

Foi sorte, mas ganhamos também por conta dessa cesta, né? Em casa, o Vasco não entra para perder. Por sorte, no final, alguns jogadores fizeram a diferença hoje e vencemos – comentou Palacios, fazendo referência ao momento em que arriscou de sua própria quadra e conseguiu marcar no finzinho do segundo quarto.

Agora, o Vasco tem três vitórias em cinco jogos, e o Basquete Cearense amarga três derrotas em quatro partidas. Depois dos cariocas, a equipe de Alberto Bial vai encarar Caxias do Sul e Campo Mourão na sequência do Novo Basquete Brasil. Enquanto isso, o time da Colina joga contra o Vitória nesta quinta-feira, às 19h30 (de Brasília), em São Januário.

– O NBB tem jogos muito equilibrados. Nem sempre as equipes conseguem fazer um excelente trabalho, mas vencem os jogos. Foi nosso caso. Atacamos mais ou menos. Quando tínhamos uma superioridade, abríamos cinco, seis pontos, falhávamos defensivamente e eles encostavam no jogo. Mas foi muito bom mesmo assim – disse Murilo Becker.

O JOGO

A torcida do Vasco não lotava o ginásio, mas os presentes ajudaram vaiando os rivais. De fora do garrafão, o americano David Jackson marcou a primeira. Audrei deu o troco de bandeja. Hélio, em boa jogada ofensiva, ampliou para os vascaínos. De longe, Davi empatou. O toco de Jackson levou os fãs ao delírio, bem como a bela cravada de Bruno Fiorotto logo depois. Toledo deixou tudo igual e, na sequência, virou o placar com um tapa. Ele marcou uma de três em seguida. A cravada de Gruber deixou o Basquete Cearense com quatro pontos de vantagem. O time de Alberto Bial jogava com os erros do Vasco, que só não saiu atrás no primeiro quarto porque Jackson acertou uma de três quase no finzinho. Ficou tudo igual: 20 a 20.

Os  visitantes abriram o placar no segundo quarto. Drudi conseguiu empatar na raça, e o argentino Palacios virou em um chute longo. Foi um prenúncio do que ele faria no finzinho da parcial. Hélio animou a torcida ao repetir o feito de seu colega. Ao ver o Vasco abrir quatro pontos, Bial pediu tempo. Jackson cravou mais uma de três para abrir ainda mais para os donos da casa. Em boa troca com Fiorotto, Drudi ampliou, mas foi o último lance do segundo quarto que levantou o público. De sua própria quadra, o argentino Palacios arriscou e converteu uma cesta incrível, sendo ovacionado no ginásio e levando o jogo para o intervalo com o placar de 38 a 33 para os vascaínos.

David Jackson foi o primeiro a marcar no terceiro quarto, mas o Basquete Cearense se organizou e, faltando 6m15s para o fim da parcial, empatou em 44 a 44. O jogo ficou equilibrado, e as equipes alternaram a liderança. O Vasco, aos poucos, conseguiu inflamar sua torcida, mas os presentes se irritaram muito com o juiz. Os vascaínos venciam por 56 a 51 no finzinho da parcial, quando Toledo se beneficiou com uma bola que sairia pela lateral mas bateu no juiz, e marcou uma cesta, reduzindo a desvantagem dos visitantes. O placar ficou 56 a 53 para o time da Colina.

A torcida do Vasco voltou a cantar alto, mas o Basquete Cearense encostou após boa jogada de Lima, com finalização de Léo. Após três tentativas, os cearenses enfim empataram com Gruber, mas os vascaínos retomaram a dianteira com Fiorotto. A virada dos visitantes aconteceu em bola de três convertida por Davi após bela troca de passes. Faltando 1m07s para o fim, eles venciam por 69 a 68, e os torcedores tentavam empurrar os donos da casa. David Jackson virou em lances livres para 70 a 69. Os treinadores conversaram com seus jogadores em pedido de tempo.

Os vascaínos roubaram a bola dos cearenses em seu garrafão, evitando os pontos adversários e levando o público ao delírio. No lance seguinte, o fato ocorreu de novo, mas devido à uma falta ofensiva dos visitantes, que deu mais dois lances livres ao Vasco. Um deles foi convertido por David Jackson. No segundo, ele tentou jogar no aro para recolocar a bola em jogo e ganhar tempo, mas falhou, e o Basquete Cearense teria ainda uma chance a um segundo do fim. Mas não deu, e o Vasco venceu por 71 a 69.

(Via Redação)

Related posts

Rússia declara guerra ao mundo “Vamos nos vingar”, veja aqui…

admin

Engenheiro entrega LULA “As obras eram feitas a gosto do ex-presidente”

admin

Você sabe qual o motivo dos lugares altos serem mais FRIOS?

admin