OutrosPolíticaUncategorized

Bolsonaro é apontado como incentivador de neonazismo, veja…

Jornal Britânico aponta Bolsonaro como uma ameaça de nazista

Um Jornal divulgou uma matéria dizendo que Jair Bolsonaro é uma ameaça para o país. Eles disseram que Jair é um incentivador de grupos neonazistas. A matéria feita pelo jornal traz até uma entrevista com o delegado Paulo César Jardim que foi responsável por fazer buscas de supostos grupos nazistas na cidade de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. aqui

O jornal aponta Bolsonaro como um congressista ultraconservador que preenche o vácuo deixado pelo impeachment de Dilma Rousseff. Bolsonaro NEGA de todos os jeitos ser nazista, mas ele é acusado de racismo e intolerância e isso pode ser verdade.

O veículo de imprensa relembra a defesa feita pelo parlamentar ao coronel Brilhante Ustra, apontado como torturador durante a ditadura militar, durante a votação do processo de impeachment da então presidente Dilma Rousseff. Bolsonaro é ex-capitão do Exército Brasileiro e ganhou destaque na imprensa ao “elogiar um conhecido torturador da era da ditadura”, destaca o FT.

Veja o que o site  Notícias ao Minuto informou:

“A revelação de que movimentos ultranacionalistas brasileiros estão buscando experiência de combate no exterior é um fenômeno preocupante que chocou o país, que se considera um caldeirão de mistura racial. A ascensão de grupos neonazistas desafia o mito popular de que o racismo não existe no Brasil, pelo menos não na proporção observada em países como os Estados Unidos”, diz o texto.

O site Brasil247 também comentou o caso:

De acordo com o FT, Bolsonaro negou ser um neonazista, apesar dos críticos do parlamentar destacarem que ele comunga de “muitos pontos de vista do movimento, como o racismo e a intolerância”.

Na matéria é destacada também a crescente onda de conservadorismo em decorrência do agravamento da crise política pós-impeachment. Como exemplo, o jornal relembra que o Congresso Nacional foi invadido por um grupo de manifestantes que, com faixas e cartazes, pediam a volta da ditadura militar e ressalta que um estudo elaborado pela Unicamp aponta que há cerca de 150 mil simpatizantes do neonazismo no Brasil, sendo que muitos deles estariam sendo cooptados por extremistas da Ucrânia.

(Via Agência de Redação e Notícias ao Minuto)

Related posts

Renan Calheiros quer Juiz Federal Sérgio Moro na cadeia, veja …

admin

DECADÊNCIA – Pedaços de corpos e remédios são encontrados em hospital abandonado, veja…

admin

A vergonha do Brasil: 23 milionários serão prefeitos de grandes cidades

admin