19/04/2015

18:34

Por: Alberto Silva

Vasco tem pênalti polêmico, vence Fla e vai à final do Carioca

Recheado de brigas, na voz, na arquibancada, com polêmica de arbitragem. Assim o Vasco venceu o Flamengo por 1 a 0 no Maracanã, eliminou o rival e avançou para a final do Campeonato Carioca, contra o Botafogo.

O gol, de Gilberto, foi recheado de polêmica, em pênalti bem discutível de Wallace em Serginho. O Vasco assinalou o tento e fez a torcida deixar o Maracanã com um sorriso de orelha a orelha. O primeiro jogo da decisão será no próximo domingo.

O eliminado Flamengo, por sua vez, volta a campo na quarta-feira, contra o Salgueiro, pela Copa do Brasil.

O jogo

A vitória era o único resultado que daria ao Vasco a vaga na decisão do Campeonato Carioca. Natural, então, que buscasse o ataque desde o início. O Flamengo, com a vantagem do empate, também entendeu assim e se retraiu em busca dos contra-ataques. Com isso, os 15 primeiros minutos foram inteiramente vascaínos.

Com forte marcação, o time de Doriva tentava encurralar o Flamengo. E teve duas boas chances de abrir o placar. Aos cinco minutos Julio dos Santos quase aproveitou a bola cruzada na área em falta, mas mandou para fora. Rodrigo, em seguida, cobrou falta com perigo, sobre o gol de Paulo Victor. Inteiramente dominado e já cobrado pela torcida, o Flamengo decidiu entrar na partida.

Aos 17 minutos, Luiz Antonio cruzou da direita, Alecsandro ajeitou e Everton, na risca da pequena área, perdeu gol feito, ao bater por cima do gol de Martín Silva. Mas o lance serviu para revivar o Flamengo. O Vasco sentiu e passou a ser mais cauteloso. A arbitragem, no entanto, pouco ajudava. O jogo era sistematicamente parado com faltinhas que eram simples ombro a ombro.

Aos 25 minutos, o Flamengo mostrou que chegava mais ao gol adversário e chegou a arrancar o grito da torcida em bela cobrança de falta de Luiz Antonio, que beijou a rede de Martín Silva, no canto esquerdo, mas pelo lado de fora. O jogo ficava mais espinhoso. Christiano solou as costas de Anderson Pico e recebeu cartão amarelo. O árbitro Rodrigo Nunes Sá pedia calma. Aos 30 minutos, porém, um lance de pura plástica.

Everton avançou pela esquerda e cruzou para a área. Alecsandro emendou de primeira um tiro para o gol, mas Martín Silva fez defesa espetacular, no alto, e evitou o gol rubro-negro. Aplausos para ambos no Maracanã. Um belo lance. No fim, o Vasco aidna teve boa chance em cabeçada de Rafael Silva, que passou rente ao ângulo esquerdo de Paulo Victor, mas o primeiro tempo terminou sem gols.

Na volta para a segunda etapa, ainda em vantagem, Vanderlei Luxemburgo sacou Luiz Antonio e colocou Arthur Maia, um meia, para colocar o Rubro-Negro mais à frente. No Vasco, Doriva tirou Marcinho e colocou Dagoberto. O jogo ficou claramente mais aberto. As torcidas, em guerra especial de se ver, na garganta, proporcionavam belo espetáculo no Maracanã que respirava o clima decisivo.

Aos sete minutos, em bola cruzada na área, Rodrigo cabeceou e Paulo Victor vacilou, deixando a pelota sair de suas mãos e beijar a linha. Para sorte do goleiro rubro-negro, sua perna impediu que a redonda cruzasse a linha. E o jogo ferveu ainda mais. Reclamações, estado eletrizante. Com 15 minutos, o Maracanã explodiu.

O Vasco armou contra-ataque e Serginho recebeu bola pelo lado direito. Ao entrar na área, ele disputou bola com Wallace e caiu. O árbitro correu para a marca da cal e assinalou pênalti discutível. O clima ferveu ainda mais. Gilberto pegou a bola e bateu forte, no canto direito de Paulo Victor. Gol vascaíno. Urros no Maracanã. Vasco, agora classificado para a decisão, 1 a 0.

No lance, os jogadores do Flamengo ainda reclamaram expulsao de Gilberto, que, com cartão amarelo, subiu a escada para comemorar o gol com a torcida. Mas o árbitro mandou o jogo seguir. O clima era eletrizante no estádio.

O Vasco, então, tenou se acalmar, segurar a vantagem no campo com passes. O Flamengo fez duas trocas: saíram Everton e o nulo Marcelo Cirino para as entradas de Gabriel e Eduardod a SIlva. E o time rondava a área do Vasco, sem conseguir penetrar, apenas com lançamentos. Aos 34 minutos, Gabriel quase marcou após Arthur Maia laná-lo pelo lado esquerdo. Ele bateu de primeira e Martín Silva fez boa defesa. Bernardo quase marcou um golaço no fim. Eduardo da Silva perdeu grande chance no fim. Mas o Vasco, mesmo que de forma polêmica, está na final do Carioca.

FICHA TÉCNICA:
FLAMENGO 0x1 VASCO

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data:19 de abril de 2015, domingo
Hora: 16h
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Corrêa e Rodrigo Pereira Joia
Cartões amarelos: Pará, Bressan e Wallace (FLA) e Christiano, Guiñazu, Julio dos Santos, Rafael Silva e Gilberto (VAS)
Público e renda: 48.221 pagantes / 53.134 presentes / R$ 2.420.610,00
Gol: Gilberto (VAS), aos 16 minutos do segundo tempo.

FLAMENGO: Paulo Victor; Pará, Bressan, Wallace e Anderson Pico; Márcio Araújo, Jonas e Luiz Antonio (Arthur Maia); Everton (Gabriel), Marcelo Cirino (Eduardo da Silva) e Alecsandro
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

VASCO: Martín Silva; Madson, Luan, Rodrigo e Christiano; Serginho, Guiñazu, Julio dos Santos e Marcinho (Dagoberto); Rafael Silva (Bernardo) e Gilberto (Lucas)
Técnico: Doriva

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

102

Clique aqui