22/07/2016

18:42

Por: Alberto Silva

URGENTE – BRASIL ACABA DE ENTRAR EM ‘ESTADO DE ALERTA’ GERAL, EXÉRCITO, MARINHA E AERONÁUTICA, ENTENDA…

As Forças Armadas FFAA acabaram de receber uma posição do serviço de inteligencia que está no Brasil, subindo a classificação de alerta que estava no amarelo direto para o Vermelho.

Informações dão conta de que os ataques terroristas estariam prontos e totalmente planejados para ocorrer durante as olimpíadas no Rio de Janeiro.

Empresa de cyber inteligência afirma que simpatizantes de terrorismo comemoraram tiroteio. Em 1972, cidade foi alvo de ataque durante os Jogos Olímpicos

Grupos de simpatizantes do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) teriam sinalizado que os ataques ocorridos na tarde desta sexta-feira (22) no shopping OEZ em Munique, na Alemanha, são um sinal do que pode ocorrer durante os Jogos Olímpicos.

Alertas postados em grupos pró-Is alertam que esse é um sinal indireto para os próximos ataques nas Olimpíadas do Rio", escreveu em sua conta no Twitter a empresa de cyber inteligência Global Intelligence Insight, afirma a agência italiana Ansa. A atividade teria sido encontrada em grupos do Telegram.

“Alertas postados em grupos pró-Is alertam que esse é um sinal indireto para os próximos ataques nas Olimpíadas do Rio”, escreveu em sua conta no Twitter a empresa de cyber inteligência Global Intelligence Insight, afirma a agência italiana Ansa. A atividade teria sido encontrada em grupos do Telegram.

Em 1972, a cidade alemã foi palco do maior atentado terrorista da história dos Jogos Olímpicos, em que 11 atletas israelenses foram mortos na Vila Olímpica. Na última quinta-feira (21), a mesma empresa de segurança afirmou que o EI estava convocando seus “soldados” a fazerem ações semelhantes no Rio de Janeiro. Além disso, o local do shopping de Munique é próximo do estádio onde ocorreram os ataques na década de 1970.

Preocupado com o risco de ataques, o governo brasileiro prendeu na quinta-feira (21) um grupo de dez pessoas, supostamente envolvido com planejamento de ataques no Brasil durante os Jogos, na chamada operação Hashtag.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

94