03/02/2015

19:45

Por: Alberto Silva

Um verdadeiro sucesso: Cinto com fivela inteligente solta automaticamente quando você comeu demais.

Que atire a primeira pedra quem nunca exagerou naquele delicioso almoço de domingo e precisou abrir o botão da calça jeans ou afrouxar a fivela do cinto para ficar mais confortável. Pensando em ajudar que sofre com isso, a empresa francesa Emiota lançou o Belty, o primeiro cinto inteligente do mundo.

A nova invenção funciona da seguinte maneira: por conta da fivela inteligente, o cinto se adapta ao corpo de acordo com as preferências do usuário. É sábado à noite e você vai para aquela churrascaria e pretende não dispensar nada? É só avisar o Belty que ele vai “cedendo” ao longo da noite.

 

O equipamento funciona por meio de um aplicativo de celular e tudo que os usuários têm que fazer é informar ao app a circunferência que deverá ser segurada pelo cinto. A proposta é ajudar o usuário a melhorar a saúde, já que o produto possui sensores inteligentes que cutucam quando a pessoa está sentada há muito tempo e incentiva a ser mais ativo oferecendo até sugestões sobre a prática de exercícios físicos.

E se a pessoa for encarar uma dieta, o cinto pode até ajudá-la a levar mais a sério, já que a engenhoca identifica automaticamente quando a circunferência muda e também funciona para registrar perda de calorias e os níveis de exercício na academia.

Parece perfeito, não é? Um verdadeiro sonho? Não fique tão contente, pois o modelo apresentado durante a Consumer Eletronic Show (CES) 2015, maior feira de tecnologia do mundo, não é o que podemos chamar de bonito. A fivela é grande e nada discreta (já que precisa abrigar os modelos de calibração), mas segundo a empresa, há estudos para reformulação.

Ainda não há uma data oficial de lançamento e nem preço estimado, mas é provável que seja direcionado ao mercado de luxo.

 

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

64

Clique aqui