06/08/2015

22:51

Por: Alberto Silva

U$1,00 = R$ 3,97 (Turismo) Dólar dispara em casa de câmbio

Dólar comercial vem batendo o maior valor em 12 anos nesta semana.
Valores pesquisados pelo G1 variam de R$ 3,68 a R$ 3,97.

O dólar vem batendo máximas em 12 anos e nesta quinta-feira (6) chegou a passar de R$ 3,57, em meio a preocupações com a situação econômica brasileira. A moeda norte-americana avançou pela 6ª sessão seguida e subiu 1,39%, cotada a R$ 3,5374 – voltando a atingir o maior patamar desde 2003.

Essa forte alta refletiu na cotação nas casas de câmbio, que vendem o dólar turismo, valor que é sempre maior que o divulgado no câmbio comercial.

O G1 pesquisou o preço em 6 casas de câmbio na tarde desta sexta.

Na Cofidence, o dólar em espécie estava R$ 3,76 e no cartão pré-pago, R$ 3,97 (com IOF). Na Plus Brasil, o dólar em espécie estava R$ 3,72 e no cartão, R$ 3,93. Na Bee Câmbio, em São Paulo, os valores eram de R$ 3,70 e R$ 3,90, respectivamente. Na AGK, de R$ 3,73 e R$ 3,79. No Rio de Janeiro, a DG Câmbio cobrava R$ 3,68 por dólar em espécie e R$ 3,93 no cartão pré-pago. Na Vips Turismo, os valores eram de R$ 3,70 e R$ 3,91.

Por que o dólar de turismo é mais caro?
O dólar de turismo, também usado por consumidores para comprar algo no exterior ou mesmo quando importam produtos de outros países, é mais caro que o dólar comercial – usado pelas empresas e bancos para as outras transações realizadas no mercado de câmbio, como exportação, importação e transferências financeiras.

O preço pago pelo dólar leva em consideração os custos administrativos e financeiros. Segundo o Banco Central, a taxa de câmbio pode variar de acordo com a natureza da operação, da forma de entrega da moeda estrangeira e de outros componentes tais como valor da operação, cliente, prazo de liquidação etc. Como os consumidores compram volumes menores que as empresas e outros bancos, esses custos tendem a ser maiores.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

    Sorry. No data so far.

57

Clique aqui