16/08/2015

20:51

Por: Alberto Silva

Termina as manifestações em quase todo Brasil, o povo deixou seu recado, chega de corrupção

A Polícia Militar informou que o número de manifestantes em todo Brasil foi o mesmo que o ultimo de 12 de abril, balanço geral ainda não foi divulgado.

Cerca de 300 pessoas protestam contra o governo em Teresina (PI)

O protesto em Teresina (PI) não contou com muitos participantes. Cerca de 300 pessoas se reuniram em frente à Assembleia Legislativa do Estado e pediram, entre outras coisas, que o TCU (Tribunal de Contas da União) reprove as contas da presidente Dilma Rousseff.

Porto Alegre (RS) reuniu 30 mil pessoas na passeata, segundo a Brigada Militar

Porto Alegre (RS) reuniu 30 mil pessoas na passeata, de acordo com a Brigada Militar. Em abril, foram 45 mil, o que era a expectativa dos organizadores para este domingo. Em março, na primeira manifestação, cerca de 100 mil pessoas participaram do movimento pelas ruas da capital gaúcha.

Manifestantes se fantasiam de presos do mensalão durante protesto

Manifestantes se fantasiam de presos do mensalão durante protesto - Sebastião Moreira/EFE

Curitiba encerra manifestação

Na capital paranaense, cerca de 60.000 pessoas participaram dos atos contra a presidente Dilma Rousseff e contra a corrupção, de acordo com a Polícia Militar. Ao mesmo tempo, o ato serviu para dar apoio ao juiz federal Sergio Moro em razão de sua atuação na operação Lava Jato. Em um primeiro momento, os manifestantes se concentraram na Praça Santos Andrade e seguiram até a Praça Osório em uma caminhada de aproximadamente um quilômetro pelo centro de Curitiba.Em Londrina, cerca de 20.000 pessoas participaram do protesto. Os manifestantes se concentraram no colégio Estadual Vicente Rijo e seguiram até a Praça da Bandeira. As informações são do jornal Folha de Londrina.

Manifestante ergue faixa contra os presidentes da Câmara e do Senado durante protesto em Brasília

Manifestante ergue faixa contra os presidentes da Câmara e do Senado durante protesto em Brasília - Gustavo Uribe/Folhapress

Jovens seguram cartaz onde se lê “Dilma decida: Jânio ou Getúlio”

Jovens seguram cartaz onde se lê "Dilma decida: Jânio ou Getúlio" - Marcio Ribeiro/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo

Protesto leva 25.000 às ruas de Campinas (SP)

Cerca de 25.000 manifestantes foram às ruas de Campinas (SP) neste domingo (16) para protestar contra o governo Dilma. O número da Polícia Militar é o mesmo do divulgado pelos organizadores. Após passeata, o ato terminou por volta das 16h30, no Centro de Convivência, no Cambuí, com a execução do Hino Nacional. Segundo Ronald Tanimoto, um dos organizadores, as expectativas foram superadas. “Foi muito bom ver tanta gente na rua em busca de uma solução para o País”, disse.

Milhares protestam em municípios do interior de Minas Gerais

Municípios do interior de Minas Gerais reuniram milhares de manifestantes em protestos contra o governo da presidente Dilma Rousseff e o PT, neste domingo (16). Em Juiz de Fora, na Zona da Mata, foram 6.000 pessoas, de acordo com a PM, e, 12.000, para os organizadores; em Governador Valadares, também na Zona da Mata, foram mil manifestantes, segundo a PM; Montes Claros, no Norte de Minas, 700 para a PM; Uberlândia, no Triângulo Mineiro, 3.500 para a PM e, 6.000, para os organizadores; Patos de Minas, no Alto Paranaíba, foram 500 pessoas, de acordo com a PM; e, finalmente, em Pouso Alegre, no sul de Minas, foram 3.000 pessoas, para a PM, e, 4.000, para os organizadores.

PM sobe para 60 mil o número de manifestantes em Curitiba

A Polícia Militar informou que o número de manifestantes na capital paranaense atingiu 60 mil pessoas. A passeata iniciou na praça Santos Andrade e seguiu pelo Centro de Curitiba até a praça Osório.

Manifestação está perto do encerramento em Taubaté

Em Taubaté (SP), manifestantes saíram da avenida Independência, no bairro Independência, e seguem pelas ruas Emílio Winther, Visconde do Rio Branco até a praça Dom Epaminondas, no centro da cidade, onde o ato será encerrado. A Polícia Militar ainda não informou os números.

Manifestantes aplaudem e chamam policiais de “heróis” em Porto Alegre (RS)

Em Porto Alegre (RS), manifestantes passam em caminhada em frente ao prédio da Superintendência da Polícia Federal, no centro da capital gaúcha. Eles aplaudem a instituição, enquanto, no carro de som, agentes são chamados de heróis.Em Santa Maria, pessoas rezam o Pai Nosso ao passarem em frente à Basílica da Medianeira, no centro da cidade. Ao passar em frente à casa da avó do menino Bernardo Boldrini, assassinado em abril de 2014, público grita por Justiça.

Cerca de 300 pessoas se concentram para protesto em São Luís

Em São Luís, cerca de 300 pessoas estão reunidas na avenida Litorânea, de acordo com a PM. Os grupos “Eu te amo meu Brasil” e “Brasil Livre” gritam palavras de ordem contra a presidente Dilma Rousseff e o PT. Não há ainda registro de participação de políticos e artistas no ato. O percurso do protesto em São Luís tem a extensão de 1,8 km.

Manifestantes se reúnem na Beira-Mar norte, região central de Florianópolis (SC), para protestar

Manifestantes se reúnem na Beira-Mar norte, região central de Florianópolis (SC), para protestar - Orlando Godoy/via Whatspp

Manifestantes gritam “Fora Renan” em Fortaleza (CE)

Em Fortaleza, os manifestantes poupam Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e atacam o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e gritam em coro: “Fora Renan.”

Cerca de 15.000 pessoas participaram de protestos em Florianópolis (SC), segundo a PM

A Polícia Militar de Santa Catarina afirma que pelo menos 15 mil pessoas participam das manifestações em Florianópolis. Em Blumenau, o número até agora é de 11 mil. Em Balneário Camboriú são 1.500 pessoas. Em Itajaí, são 1.000. Durante a manhã, a PM confirma a participação de 7.450 pessoas em atos por todo o Estado.

Multidão toma as ruas de Campinas (SP)

Uma multidão lota as ruas do centro de Campinas (SP) em direção ao Centro de Convivência Cultural, no Cambuí, onde o ato será encerrado com o Hino Nacional. A Polícia Militar ainda não divulgou o número de manifestantes. De acordo com a advogada Bruna Néspoli, que participa do ato contra o governo federal, a multidão nas ruas é mais uma prova da insatisfação com o governo. “É muita gente insatisfeita. Alguma coisa precisa mudar”, disse a advogada.

Duas pessoas foram agredidas em Curitiba

Por estarem vestidas com camisetas vermelhas durante os atos deste domingo, duas pessoas foram agredidas na Praça Santos Andrade, em Curitiba. Conforme a Polícia Militar, elas sofreram escoriações leves e foram atendidas pelo Siate, mas passam bem. Ninguém foi preso na ocorrência.

Paraíba tem protestos em João Pessoa e Campina Grande

Na Paraíba, os protestos estão ocorrendo em João Pessoa e em Campina Grande neste domingo (16). Em Campina Grande, localizada na região da Serra da Borborema, a manifestação está concentrada na Praça da Bandeira, centro da cidade. Manifestantes devem seguir em passeata pelas ruas Marquês do Herval, Maciel Pinheiro e Venâncio Neiva, quando retornam para a Praça da Bandeira. Um carro de som está no local enquanto os manifestantes distribuem panfletos e fazem cartazes. A PM (Polícia Militar) acompanha o ato, mas ainda não divulgou o número de manifestantes.

Polícia de MG retifica para 6.000 o número de participantes em Belo Horizonte

A Polícia de Minas Gerais retificou para 6.000 o número de participantes na manifestação que ocorreu na Praça da Liberdade, na região centro-sul de Belo Horizonte. Mais cedo, a corporação havia dito que eram 10.000 manfestantes.

Diversas cidades do Paraná em protesto

Diversas cidades do Paraná realizam manifestações no momento. De acordo com a Polícia Militar, os municípios de Paranavaí, Umuarama e Campo Mourão (todos na região Noroeste do estado) reúnem, respectivamente, 150, 200 e 150 pessoas em protesto. Ponta Grossa e Londrina, que incorporam o grupo das cinco maiores cidades do Estado, também contam com atos.

Ato em solidariedade a Lula reúne 1.500 pessoas em SP, segundo PM

Cerca de 1.500 pessoas, segundo a Polícia Militar, participam de um ato em solidariedade ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva neste domingo na frente do Instituto Lula, no Ipiranga, zona Sul de São Paulo. Vestindo camisetas vermelhas do PT e da Central Única dos Trabalhadores, os manifestantes entoam gritos de guerra em defesa do ex-presidente e da presidente Dilma Rousseff. A bateria da escola de samba Acadêmicos do Brás anima os manifestantes que também usaram sinalizadores com fumaça vermelha, a cor do PT.

Cerca de 300 pessoas participam do protesto em Aracaju (SE)

Em Aracaju, cerca de 300 pessoas participam do protesto no mirante localizado na Avenida Beira Mar, no bairro 13 de Julho. A concentração começou às 15h. Cruzes com as indicações  “educação”, “propriedade”, “segurança”, “justiça”, “saúde” e “Brasil”, entre outras, foram fincadas no gramado do mirante em protesto contra o governo federal.

Curitiba (PR) conta com mais de 40 mil manifestantes

A Polícia Militar anunciou que houve aumento no número total de manifestantes em Curitiba, superando as 40 mil pessoas. No momento, a multidão se concentra na Boca Maldita, tomando parte do calçadão da rua XV.

Secretário de Segurança é saudado com gritos de “Viva a PM” na Paulista

O secretário de Segurança do Estado de São Paulo, Alexandre de Moraes, esteve na avenida Paulista, mas não para protestar. Ele estava dentro de um veículo da tropa de choque da Polícia Militar e foi saudado pelos manifestantes com gritos de “Viva a PM”. O deputado federal Bruno Covas (PSDB-SP) também foi à manifestação. As informações são do repórter Rodrigo Bertolotto.

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

105

Clique aqui