21/03/2015

12:20

Por: Alberto Silva

“Rede Globo” tropeça mais uma vez, 5 possíveis causas da audiência desastrosa de “Babilônia”

“Babilônia”, nova novela das 21h da Globo, escrita por Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga, está naufragando na audiência nesta primeira semana. Há que se destacar inicialmente que a trama está repercutindo muito, e tendo uma ampla aprovação pelo público nas redes sociais e pela imprensa especializada.

Todavia, o sinal vermelho está no ímpeto de ser aceso na emissora dos Marinhos. Para se ter uma noção da gravidade da situação do folhetim na audiência, “Babilônia” está registrando índices inferiores aos de “Em Família”, detentora do título de pior audiência do horário. Exemplificando, a trama de Gilberto Braga e cia. marcou 29,2 pontos nos capítulos de quarta (18) e quinta-feira (19), sendo a meta 35 pontos.

Então, elenco a seguir 5 possíveis causas da audiência desastrosa de “Babilônia”, a qual antes de estrear vinha sendo muito comentada e aguardada em virtude das ótimas chamadas e, sobretudo, do retorno de Adriana Esteves como vilã, a eterna Carminha.

(1) Todo início de novela tende a ter menos audiência, uma vez que o público ainda está órfão da novela anterior que chegou ao fim (nesse caso, de “Império”).

(2) Terça (17) e quinta-feira (19) a nova trama começou a partir das 21h30, horário mais tarde que o habitual, uma decisão que a Globo tomou com a reta final de “Império”. Porém, fica a questão do bom senso: “Babilônia” está no início.

(3) Morte do Comendador? Sim, muitos comentários, do tipo “não vou mais assistir novela das 21h ou da Globo depois da morte do Comendador”, surgiram após a exibição do desfecho do folhetim de Aguinaldo Silva. Apesar de sabermos que no geral os mesmos que falam seguem assistindo, talvez alguns coloquem em prática suas palavras.

Beijo das atrizes

(4) Muita polêmica vem sendo gerada por conta dos beijos gays entre o casal interpretado por Fernanda Montenegro e Nathália Timberg e também pelas cenas de maldade e sexo, a maior parte interpretadas pelas vilãs Beatriz (Gloria Pires) e Inês (Adriana Esteves). Por conta disso, a Frente Parlamentar Mista Permanente em Defesa da Família Brasileira, órgão da Câmara Federal presidido pelo senador Magno Malta (PR-ES), começou uma campanha em suas redes sociais pedindo para os seguidores boicotarem a novela. Além desta, a Frente Parlamentar Evangélica do Congresso Nacional divulgou uma nota oficial de repúdio ao beijo gay das atrizes veteranas. O texto, assinado pelo deputado João Campos (PSDB-GO), presidente da Frente, diz que a novela tem a “clara intenção de afrontar os cristãos”, ao mesmo tempo em que convocou todos os evangélicos para não assistirem a trama. Para eles, a novela da Globo representa uma verdadeira afronta à família brasileira, começando pelo título “Babilônia”, os quais disseminam que trata-se de uma referência satânica.

(5) Por último, o SBT decidiu reprisar “Carrossel”, mesmo após sua exibição original ainda ser muito recente, e teve uma baita surpresa com os excelentes índices que o folhetim infantil de Íris Abravanel vem cravando, vencendo até mesmo a versão inédita de “Chiquititas”. Para descontentamento da Globo, “Carrossel” está sendo exibida a partir das 21h15, assim, batendo de frente e tirando números de “Babilônia”. Inclusive, muitos evangélicos têm comemorado tal fato, afirmando que o Brasil está “valorizando a família brasileira” ao preferir a novela do SBT, em detrimento da trama da Globo.

O fato é que “Babilônia” tem apresentado muita qualidade e realmente cenas ousadas, que fatidicamente tendem a assustar a parte conservadora de nossa sociedade, que parece ainda ser maioria. Mas, independente disso, a tendência é que a audiência siga uma curva ascendente (como aconteceu outras várias vezes), se permanecer repercutindo por sua qualidade. E claro, todas as causas elencadas podem de fato estar influenciando esses índices atuais.

 

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

Mais Lidas

88

Clique aqui