27/12/2016

10:58

Por: Dias Zatti e Manuel Freitas Dias Zatti e Manuel Freitas

RACISMO – Loja de grife VERSACE tem código para entrada de negros na loja, veja…

Ex-funcionário da loja diz que eles usavam o termo "D410" toda vez que alguém negro entrava.

Ajude e levar essa informação mais longe, compartilhe ...

A marca italiana de luxo Versace está sendo acusada de racismo devido ao uso de um código entre funcionários para anunciar a entrada de clientes negros na loja. aqui

Segundo o site TMZ, o processo é de um ex-funcionário da marca, que alega ter escutado do(a) gerente que deveriam usar o termo D410 para os afrodescendentes – e que ele o(a) questionou, pois também é negro.

O colaborador começou a receber “represálias” por parte do responsável, tendo ficado sem intervalos no horário de trabalho.

A da demissão do funcionário foi de que ele não tinha “vivido o estilo de vida luxuoso” o suficiente para trabalhar na loja. Por isso, ele pede danos morais e salários que não foram pagos.

Duas semanas depois foi demitido e a loja justificou-se dizendo que o funcionário não teria o estilo de vida “luxuoso” suficiente para trabalhar na loja, localizada em Bay Area – São Francisco.

Não é a primeira vez que a marca recebe acusações de racismo, ainda esse ano ela teria recebido inúmeras críticas devido a campanha por escolher a modelo Gigi Hadid (branca e loira) de 21 anos, para “interpretar” a mãe de duas crianças negras.

A Versace negou as acusações, mas o caso já está nas mãos da justiça norte-americana.
(Via Agência de Notícias, M de Mulher e Notícias ao Minuto)
Ajude e levar essa informação mais longe, compartilhe ...

Compartilhe:

Comentários

* O Pensa Brasil não se responsabiliza pelo conteúdo dos comentários e se reserva o direito de eliminar, sem aviso prévio ao usuário, aqueles em desacordo com as normas do site ou com as leis brasileiras.

31
PENSA BRASIL NOTÍCIAS